Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/09/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia de Sorocaba vai ouvir funcionários do laboratório fechado

Pelo menos oito pessoas devem ser ouvidas nos próximos dias. Os donos darão depoimentos depois dos funcionários.

A polícia de Sorocaba (SP) vai instaurar um inquérito para apurar denúncias de irregularidades, entre elas, a falsificação de resultados no Laboratório de Análises Clínicas AtLab, interditado pela Vigilância Sanitária. O laboratório que fica no bairro Retiro São João e foi interditado nesta quarta-feira (4).

A polícia apreendeu laudos com resultados de exames e os tubos dos materiais coletados, mas estão lacrados. Há resultado sem análise, produtos vencidos que também foram recolhidos pelos policiais. Funcionários acusam o laboratório de utilizar reagentes vencidos em análises dos exames e de emitir laudos falsos. "Se não tinha produto vencido era máquina quebrada. Não tinha um lugar adequado de trabalho. As pessoas ficavam trabalhando com máquina parada e vamos soltar resultado", contou uma funcionária que não quis se identificar.

No mesmo dia, as primeiras denúncias foram feitas, a polícia encontrou um boletim de ocorrência registrado horas antes pelo próprio laboratório alegando que o sistema da empresa havia sido invadido e danificado. "Na hora que cruzou esses dois boletins de ocorrência chamou a atenção. O laboratório foi como se estivesse justificando esses laudos falsos", explicou Sílvio Miguel Marques Vicentim, delegado

Oito funcionários do laboratório devem ser ouvidos durante as investigações. A polícia também solicitou um laudo detalhado das possíveis irregularidades para a Vigilância Sanitária que também será ouvida. Uma lista com as empresas conveniadas ao laboratório também deve ser anexada ao inquérito. Por enquanto, a polícia investiga o crime de falsificação de documentos, mas não descarta a hipótese da instauração de outros inquéritos ao longo da investigação. O AtLab está proibido de funcionar até regularizar a situação dom a Vigilância Sanitária.

A polícia informou que os donos do laboratório serão ouvidos depois dos depoimentos dos funcionários. O G1 tentou contato com os responsáveis pelo laboratório, mas ninguém foi encontrado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 188 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal