Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/09/2013 - Portal Exame Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista que forjou contratos para brasileiros é detido

Polícia deteve em Madri um dos supostos golpistas de jovens jogadores brasileiros aos quais entregaram há um mês falsos contratos.

Soria - Agentes do Corpo Nacional de Polícia detiveram em Madri, após investigações realizadas pela Delegacia de Sória, um dos supostos golpistas de jovens jogadores brasileiros aos quais entregaram há um mês falsos contratos com o Numancia e Logrones.

A identidade do detido correponde com as iniciais K.A.L.H, de 24 anos e nacionalidade equatoriana, segundo a informação facilitada nesta sexta-feira pela Subdelegação do Governo em Sória.

A polícia acusou o suposto autor de um delito de falsidade documentária e fraude.

Os fatos foram revelados em 1 de agosto, quando um jovem brasileiro denunciou que duas pessoas tinham facilitado um contrato, que era falso, para um jogar no Numancia.

Os vigaristas fizeram outros dois contratos para outros dois jovens brasileiros para jogar no Logrones.

A polícia identificou, além disso, H.D.T.V., de 45 anos e origem uruguaio, como o outro suposto autor da fraude, embora ainda não tenha sido detido.

Pelos falsos contratos, os golpistas cobraram cerca de 14 mil euros aos três jovens de nacionalidade brasileira.

Um empregado do Numancia foi no dia 1 de agosto à Delegacia da Polícia Nacional em Soria junto com os três jovens brasileiros vítimas da fraude.

Um destes jovens, de 21 anos, tinha se apresentado na sede do clube soriano com um contrato esportivo, onde foi contastado que o documento era falso, para se incorporar ao Numancia como jogador de futebol.

Os jovens jogadores entraram em contato em Lisboa com uma pessoa que dizia ser representante de jogadores e se ofereceu a buscar primeiro um clube de futebol onde jogar e depois ofereceu um contrato esportivo falso em troca do pagamento de entre 4 mil a 6 mil euros como despesas de representação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 204 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal