Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

05/09/2013 - Mídia News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Funcionária de um banco rouba US$ 1,5 milhão

O banco Azizi, cujo lema é "O banco no qual você pode confiar", tem uma folha de 1.500 funcionários, dos quais 20% são mulheres.

Uma jovem afegã roubou de uma entidade bancária na qual trabalhava em Cabul US$ 1,5 milhão e depois fugiu, informou nesta quinta-feira à Agência Efe uma fonte oficial, em um novo caso de fraude financeira no Afeganistão. Shogofa Salehi, de 22 anos, trabalhava na seção de transferências monetárias no banco afegão Azizi, até que há dois meses abandonou seu posto e fugiu, afirmou Alam Ashaqzai, chefe do escritório de anticorrupção do Governo afegão. Ashaqzai assegurou que há uma ordem contra a jovem de busca e captura e explicou que todos os aeroportos internacionais e nacionais estão de sobreaviso e que informaram à Interpol sobre o incidente.

"Segundo a informação com a qual contamos, Shogofa usa documentação falsa e se passa por Samira, o que pensamos que lhe permitiu se deslocar até a Índia, embora desconheçamos ainda o que fez com o dinheiro", explicou o chefe de anticorrupção. A fonte reconheceu que não se sabe para que bancos ou contas a jovem Shogofa transferiu o dinheiro. Os diretores do banco Azizi contatados pela Efe não quiseram comentar nada sobre o roubo.

O banco Azizi, cujo lema é "O banco no qual você pode confiar", tem uma folha de 1.500 funcionários, dos quais 20% são mulheres. Para os afegãos, esta fraude, embora de menores proporções, lembrou à realizada por vários diretores do Banco de Cabul em 2010, que chegaram a desviar US$ 935 milhões e que esteve a ponto de provocar a quebra da entidade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 112 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal