Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

05/09/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PM impede que mãe pague resgate por falso sequestro em João Pessoa

Por: Andréia Martins

Bandidos ligaram para idosa e afirmaram estar com sua neta de 24 anos. Mãe pegou R$2 mil emprestados para pagar resgate; jovem estava em casa.

Uma ligação para a avó de uma jovem de 24 anos levou uma família ao desespero na manhã desta quinta-feira (5), em João Pessoa. Ao telefone, bandidos afirmavam que ela tinha sido sequestrada e que o custo do resgate seria de R$ 2 mil. A mãe da jovem, Maria Aparecida da Silva, presenciou a ligação e imediatamente pegou a quantia emprestada para entregar aos supostos sequestradores.

A polícia foi acionada por uma tia da suposta vítima , informou o Cabo da PM Frutuoso: "Pela nossa experiência, vimos logo que era um sequestro falso". Ele contou que a PM seguiu até a casa onde a jovem mora e confirmou que estava lá e não corria qualquer tipo de perigo. Em seguida, os policiais foram impedir que a mãe dela entregasse o dinheiro para os criminosos.

Aparecida contou, nervosa, que a pessoa no telefone chorava e dizia: “Vó, eu tô sendo sequestrada, vó”. Tentando ter certeza do crime, ela não conseguiu falar com a filha por telefone, o que aumentou o desespero. Em meio à confusão, a avó da jovem cheogu a passar mal e desmaiar. Aparecida andou de Barra de Gramame até o Valentina, bairros da região sul de João Pessoa, para poder entregar o dinheiro para uma mulher, que a polícia ainda não identificou se tem relação com o trote.

"Infelizmente os falsos sequestradores deviam estar observando e provavelmente fugiram quando nos viram”, lamentou o Cabo Frutuoso, que também disse não saber ainda se a ligação partiu de algum presídio, mas que a prática é comum. A polícia acompanhou Aparecida até a casa da filha, que ficou comovida ao ver o estado em que a mãe se encontrava. “É muito desespero”, desabafou a mãe.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 112 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal