Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

04/09/2013 - D24am Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Em Manaus, empresário é preso suspeito de vender bebidas falsificadas no Facebook

O empresário vendia a mercadoria pelo Facebook por preços muito abaixo dos encontrados no mercado.

Manaus - O empresário Inácio Nogueira, 67, foi preso por policiais civis do 18º Distrito Integrado de Polícia (DIP) suspeito de falsificar bebidas alcoólicas e revender em uma distribuidora localizada na Rua 10, Alvorada II, zona centro-oeste de Manaus. As investigações sobre o caso iniciaram após a denúncia de um comerciante do bairro Novo Israel, zona norte de Manaus.

Segundo o delegado Ivo Martins, do 18º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Inácio costumava falsificar whisky, champanhe e vodka que são bebidas de valor mais elevado. “Primeiro ele comprava as garrafas vazias de outros comerciantes com a desculpa de que ia reciclar ou algo parecido e depois misturava uma bebida original com outra de qualidade inferior na embalagem”, ressaltou.

Após a compra da embalagem e da mistura das bebidas, Inácio falsificava os selos e lacres das garrafas, segundo o delegado. “Em algumas dá pra ver que houve uma violação e que a garrafa já foi aberta, em outras nem tanto. O que ajudava muito é que ele com deveria vender pra quem não conhece a bebida e por isso passava despercebido”.

Na distribuidora foram recolhidas cerca de 140 garrafas de whisky, champanhe e vodka, além de selos, máquina para manusear a embalagem e cartões de visita de Inácio. O empresário vendia a mercadoria pelo Facebook por preços muito abaixo dos encontrados no mercado.

No momento da prisão Inácio tentou oferecer uma quantia de R$ 3 mil aos policiais para que fosse liberado, segundo informou Martins.

Na delegacia, Inácio disse que não falsificava bebidas e que comprava tudo de uma outra distribuidora licenciada. Ele avaliou a mercadoria em R$ 30 mil.

Inácio foi autuado em flagrante por falsificação e alteração de bebidas com teor alcoólico, falsificação de selos fiscais e corrupção ativa por conta da tentativa de suborno aos policiais. Ele será encaminhado a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 102 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal