Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

03/09/2013 - Correio do Brasil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ex-donos do Banco Nacional são presos por ordem da Justiça


Justiça decretou a prisão do ex-banqueiro Marcos Magalhães Pinto, que foi presidente do Banco Nacional. Filho de Magalhães Pinto, ex-governador de Minas, Marcos comandou um banco que foi um dos maiores do País, mas sucumbiu na década de 90, quando estourou um escândalo sobre fraudes contábeis na instituição. Magalhães Pinto deverá ser recolhido ao xadrez nas próximas horas, segundo fonte na Polícia Federal (PF), ouvida pelo Correio do Brasil. O Nacional foi um dos primeiros alvos do Proer, um programa lançado no governo FHC para socorrer bancos falidos depois do Plano Real. A parte saudável do Nacional, segregada, foi vendida ao Unibanco, da família Moreira Salles, que depois se uniu ao Itaú.

Além de Marcos Magalhães Pinto, também serão presos o executivo Arnoldo Oliveira e o contador Clarimundo Santana, apontado como responsável pela montagem do esquema de fraudes, que envolvia milhares de contas-fantasma. Eles já estiveram presos em 2002, por causa do mesmo processo, mas seus advogados conseguiram reverter a decisão no Supremo Tribunal Federal (STF).

Desta vez, recursos da defesa foram recusados tanto pelo Tribunal Regional Federal (TRF) do Rio quanto pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo STF, o que levou o juiz a pedir a prisão. O advogado Nélio Machado diz que ainda faltam recursos para serem julgados e por isso ele tentará obter na Justiça a libertação dos executivos.

– Evidentemente eu vou tentar reverter esse mal maior. Nenhuma condenação está transitada em julgado e o Supremo entende que ninguém pode ser preso antes disso – afirmou.

Há notícias de que outros mandados de prisão foram executados nesta terça-feira.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 141 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal