Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

13/08/2013 - Engeplus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe do guincho é o novo método de extorquir dinheiro da população

Por: Douglas Saviato

Depois do golpe do sequestro, do bilhete premiado, agora é a vez do golpe do guincho. O crime é aplicado via telefone, sendo que estes telefonemas são feitos da região Nordeste do país.

A população deve ficar atenta a um novo golpe na região. Depois do golpe do sequestro, do bilhete premiado, agora é a vez do golpe do guincho. O crime é aplicado via telefone, sendo que estes telefonemas são feitos da região Nordeste do país. Conforme o coordenador da Central de Polícia de Tubarão, André Luiz Bermudez, nove casos foram registrados na última semana. Nesta terça-feira, mais um golpe foi aplicado na cidade. A vítima perdeu mais de R$ 1,1 mil.

“O golpista liga para a vítima, por acaso essa ligação tem caído na região de Tubarão, e conversa como se fosse algum parente que está na estrada com alguns problemas no carro”, explica o delegado. Ele diz que está indo visitar a vítima e precisa de dinheiro para completar a viagem. “O criminoso engana a pessoa, que deposita uma quantia em dinheiro em uma conta bancária laranja, também da região Nordeste do país”, ressalta Bermudez. “Ele liga e fala que está na estrada, sendo que a vítima pergunta quem está falando. Neste momento, o criminoso começa a ludibriar a vítima”, completa a autoridade policial.

Ainda conforme o delegado, as investigações são complexas, pois exigem muita quebra de sigilo e rastreamento - que também exige bastante técnica. “Quando retornamos a chamada, geralmente a ligação cai em uma cela de algum presídio do Nordeste, com 25 presos”, explica. Além disso, a atribuição para investigar é do Nordeste, pois o golpe é praticado naquela região. “É uma dificuldade muito grande de investigação, então a melhor forma de evitar é alertar a população, que ao receber essa ligação deve averiguar quem está ligando e pedir o nome completo da pessoa, por exemplo”, afirma.

A quantia depositada varia conforme o caso. Os valores se estabelecem entre R$ 600 a R$ 2 mil. “O golpista também tem essa malícia de perceber quanto em dinheiro à vítima pode depositar”, completa Bermudez.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 101 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal