Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

22/08/2013 - Notícias ao Minuto / Lusa Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Medicamentos. China detém casal de investigadores de fraudes que trabalharam para a Glaxo


A China deteve formalmente um casal de investigadores de fraudes cuja empresa trabalhava para o gigante farmacêutico britânico GlaxoSmithKline (GSK), que por sua vez está a ser investigado pelas autoridades chinesas por suborno a médicos.

Peter Humphrey, um britânico antigo jornalista da Reuters que é o fundador e diretor-geral da consultora de risco ChinaWhys, e Yu Yingzeng, a sua mulher naturalizada norte-americana, foram detidos em Shangai, confirmaram diplomatas dos dois países à AFP.

A China já deteve quatro administradores da GSK por alegadamente terem engendrado um esquema de pagamentos a médicos em troca da compra dos seus medicamentos.

Segundo declarações dos familiares ao Wall Street Journal, o casal é suspeito de ter violado a lei chinesa no que diz respeito à compra de informações pessoais.

"Só sabemos que a Ying e o Peter estavam realmente a investigar a corrupção em empresas estrangeiras", lê-se na declaração citada no WSJ, que afirma também que, "como a corrupção está no topo da agenda do Governo chinês, o encarceramento da Ying e do Peter parece ser contraditório com a própria política chinesa".

A empresa de consultoria e avaliação de risco do casal trabalhou para a GSK, mas o próprio setor de gestão de risco e investigação tem estado sob apertado escrutínio das autoridades chinesas nos últimos meses, inserido num programa mais vasto de investigações às companhias farmacêuticas que trabalham na China.

A GSK admitiu recentemente que alguns dos seus administradores violaram a lei chinesa e prometeu cooperar com as autoridades.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 104 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal