Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

23/08/2013 - JC Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia descobre contêineres com equipamentos eletrônicos não declarados em Suape


Doze contêineres com milhares de produtos eletrônicos de origem chinesa que não tiveram a sua importação declarada foram apreendidos essa semana pela Polícia Civil de Pernambuco no Porto de Suape, em Ipojuca, Grande Recife. Os detalhes sobre a investigação que levou a Delegacia de Crimes contra a Propriedade Imaterial (Antipirataria) a descobrir a carga irregular foram divulgados nesta sexta-feira (23).

De acordo com o delegado Germano Cunha, foram encontrados dentro de caixas de som que estavam nos contêineres produtos como capas de celular, cartões de memória e cabos USB. O material ainda é averiguado pela Receita Federal e as informações serão repassadas para a Polícia Federal, que deve abrir investigação se houve o crime de descaminho, quando produtos que podem ser importados entram no País de forma irregular.

A carga foi descoberta durante a investigação da Delegacia de Combate à Pirataria sobre uma apreensão de mais de 5 mil aparelhos celulares falsificados no Camelódromo do Centro do Recife, no fim de maio. Depois de mandados de busca e apreensão serem expedidos contra três empresas que foram responsáveis pela importação do produto, os policiais iniciaram as diligências para investigar o crime de falsificação.

No entanto, em uma das importadoras, os policiais não encontraram os celulares falsificados, apenas localizaram as notas de importação e as primeiras caixas de som que serviam para esconder outros produtos. Os outros contêineres foram encontrados durante inspeções da Polícia Civil e do Fisco Federal realizadas ao longo dessa semana. "A empresa não declarava o valor desses produtos e omitia importação, que era feita sem pagar os tributos devidos", afirmou o delegado Germano Cunha.

Segundo o delegado, pouco mais da metade da carga dos contêineres havia sido averiguada até esta sexta-feira (23). Dos produtos já encontrados, apenas fones de ouvido com marcas da Apple podem ter sido falsificados. Os produtos serão encaminhados ao Instituto de Criminalística para que o crime seja confirmado.

Os proprietários e a atuação das três empresas de importação investigadas desde junho continuam sendo alvo do inquérito instaurado pela Polícia Civil, que ainda não tem prazo para a conclusão do inquérito. O nome da empresa responsável pelos 12 contêineres com carga irregular só será divulgado no fim das investigaçõesl. Embora os produtos tenham vindo da China, o dono da importadora é brasileiro.

O delegado Germano Cunha orienta os cidadãos a denunciar à polícia caso suspeitem que produtos comercializados em Pernambuco sejam falsificados. O telefone da Delegacia de Crimes contra a Propriedade Imaterial, que investiga esses crimes, é o (81) 3184.3780.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 148 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal