Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/11/2007 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Governo britânico perde dados de 25 milhões de pessoas


Depois de admitir na terça-feira (20) que o governo britânico havia perdido dados confidenciais de 25 milhões de britânicos e que o caso era grave, o ministro das Finanças do Reino Unido, Alistair Darling, pediu desculpas pelo ocorrido nesta quarta-feira (21). Ele prometeu resolver o caso para impedir riscos de fraude.

As informações estavam em dois disquetes que sumiram após terem sido enviados por correio do Fisco (Revenue & Customs) ao Escritório Nacional de Auditoria por um funcionário “de baixo escalão”, segundo explicou o ministro. Eles foram enviados no dia 18 de outubro, mas nunca chegaram ao destino.

Os disquetes incluíam informações dos membros de 7,25 milhões de famílias, incluindo seus nomes, endereços, data de aniversário e dados bancários. Essas pessoas são beneficiadas por um programa que dá semanalmente 22,80 euros (cerca de R$ 60) para as famílias com filhos menores de 16 anos.

Em entrevista à rede de televisão "GMTV", Darling pediu desculpas e prometeu resolver o problema. Segundo o ministro, o funcionário que fez o envio não deveria ter mandado informações tão delicadas por serviço postal. "É uma situação muito triste. Posso entender a ansiedade dessas pessoas. Isso nunca deveria ter acontecido e peço desculpas sem reservas."

"A Polícia me disse que não há provas de que tenha sido uma atividade criminosa ou incomum", disse o ministro. O sumiço dessas informações confidenciais significa que milhões de pessoas, incluindo o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, pai de dois filhos, poderão ser vítimas de fraude.

Procedimentos

Darling disse que preferiu esperar antes de fazer o anúncio no Parlamento, realizada na terça-feira (20), para dar tempo de os bancos detectarem alguma atividade fraudulenta nas contas das famílias beneficiadas pelo programa.

Ele acrescentou que o Fisco deu falta dos disquetes no dia 8 de novembro e que ele foi informado do problema dois dias depois. No dia 14, ao ver que a informação confidencial não aparecia, o governo decidiu contatar a polícia, que agora investiga o caso e tenta localizar os disquetes.

O porta-voz de Economia do Partido Conservador (o maior da oposição), George Osborne, disse nesta quarta que o governo fracassou em seu dever de proteger a população. Osborne afirmou ainda que as pessoas têm questionado a capacidade de Darling de estar à frente do Ministério da Economia.

Os disquetes foram enviados de Tyne and Wear, no nordeste da Inglaterra, a Londres, mas não por carta registrada. Assim, o ministro da economia ordenou uma investigação sobre os procedimentos de segurança no Fisco.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 279 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal