Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

23/08/2013 - iFronteira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista finge ser parente e leva R$ 1,9 mil de técnico em informática

Por: Flávio Veras

Bandido ligou para a vítima dizendo que precisava do dinheiro para consertar seu veículo. Ocorrência foi em Osvaldo Cruz.

Um técnico em informática, de 30 anos, foi vítima de estelionato nesta semana em Osvaldo Cruz. O golpe foi pelo telefone e, desta vez, o estelionatário ligou para a vítima fingindo ser um parente que estava precisando de dinheiro. O argumento usado pelo golpista foi que seu veículo estava quebrado em uma estrada.

De acordo com a vítima, a ação do bandido foi feita da seguinte forma. O estelionatário ligou para o local onde ele trabalha e pediu para falar com uma pessoa, que não estava no momento. Em seguida, o golpista perguntou o nome do técnico, que acabou passando a informação.

O bandido falou que era seu primo e estava viajando para fazer uma visita surpresa, mas no meio do caminho o veículo teria quebrado. Depois disso o estelionatário deligou, mas voltou a ligar mais tarde dizendo que os R$ 600 que tinha e mãos era insuficiente para pagar o conserto. Então, o criminoso pediu para a vítima depositar R$ 1 mil para pagar as despesas extras. Esse valor deveria ser depositado na suposta conta do mecânico.

Na esperança de ajudar, o técnico foi até um banco da cidade e efetuou o depósito da quantia solicitada. Porém, um pouco mais tarde, o bandido fez outra ligação pedindo R$ 900, pois o reparo do automóvel ficava além da quantia já adquirida. Novamente, o técnico foi até a agência bancária e fez outra transferência.

No entanto, a vítima percebeu que se tratava de um golpe na terceira tentativa do bandido de retirar dinheiro. “Depois disso, fui até a delegacia da cidade para fazer um boletim de ocorrência sobre o caso. Mas, enquanto o B.O. era feito, o golpista ainda tentava retirar novamente o dinheiro de mim. Mas, neguei, pois já tinha percebido o prejuízo que tinha levado, e acabei dando um fim às ligações”, explicou.

Segundo o delegado Eder Silva Monarin, que investiga o caso, outra ocorrência desse tipo foi registrada na cidade. Por isso, ele orienta que quem se deparar com esse tipo de abordagem, desligue o telefone e tente se comunicar com esse suposto parente.

“Esses estelionatários se aproveitam da boa vontade das pessoas, eles esperam alguma informação dada pela vítima para poder aplicar o golpe. Outra recomendação é sempre verificar se a ligação está sendo feita de uma região onde possa residir o parente citado”, ressaltou Monarin.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 257 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal