Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

18/08/2013 - Jornal da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Bandidos aplicam golpe do falso sequestro 2 vezes na mesma família

Por: Carlos Paiva


Aposentada de 75 anos recebeu ligação em seu celular informando que sua filha, de 55, estava em poder de sequestradores. Depois de depositar R$1 mil, em duas parcelas, na conta dos marginais, a aposentada foi até o Shopping Uberaba aguardar pela “liberação” da filha. Enquanto isso, os golpistas ligaram para filha da aposentada e disseram que a mãe dela estava sendo mantida em cárcere privado e exigiram R$50 mil, mas se contentaram com R$1mil em créditos de celular. Depois de pagarem pelo falso sequestro é que descobriram que caíram no golpe duas vezes.

A aposentada O.C.S. estava em sua residência, na avenida José Valim de Melo, por volta de 16h de anteontem, quando ligaram em seu celular avisando que haviam sequestrado sua filha, E.C.S., e queriam R$1 mil pelo resgate. Em seguida, os autores orientaram a idosa a chamar um táxi, ir até uma casa lotérica no Shopping Uberaba e depositar o valor exigido pelo resgate. Segundo a vítima, a todo o momento os autores gritavam que iriam matar a filha dela, chegando a colocar uma mulher no telefone gritando por socorro.

Desesperada, a aposentada foi até uma casa lotérica, perto da sua residência, e depositou o que tinha disponível, ou seja, a quantia de R$250. Depois de levantar o restante, se deslocou até a casa lotérica do Shopping Uberaba e depositou outros R$750 na conta de uma mulher identificada como “Esmeralda Santana Porto”.

A idosa recebeu orientações dos “sequestradores” para ficar no shopping à espera da filha e não atender ligações telefônicas. Enquanto a idosa esperava pela “liberação” de sua filha, seus familiares entravam em desespero devido ao fato de ela ter saído de casa sem avisar. E ela não atendia às ligações dos parentes, pois estava seguindo à risca a determinação dos golpistas.

Aproveitando da oportunidade, os falsos sequestradores ligaram para a residência da idosa e falaram com a filha dela, ou seja, a “vítima” do falso sequestro que já havia chegado à sua casa. Os golpistas disseram que estavam com sua mãe e queriam R$50 mil para devolvê-la.

Ao ouvir a mensagem, entrou em estado de choque e repassou o telefone ao seu irmão, I.S., 52. Os autores perguntaram se ele daria a vida pela mãe. Após dizer que sim, foi orientado que fizesse algumas recargas de crédito telefônico para que eles não a machucassem. Logo em seguida, I.S. realizou as recargas para quatro números de DDD 21, no valor de R$1 mil. Depois de confirmarem a recarga, os falsos sequestradores ligaram e disseram que deixariam a aposentada no Shopping Uberaba e que já poderiam ir buscá-la.

Depois de toda a família reunida é que descobriram que haviam caído no golpe do “falso sequestro” por duas vezes e no mesmo dia. Coube à Polícia Militar lavrar o Registro de Defesa Social e encaminhar à Polícia Civil.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 159 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal