Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

08/08/2013 - Folha do Vale do Café Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ministério Público denuncia pastor evangélico por prática de estelionato

Segundo a denúncia, o pastor aproveitou da fé de uma idosa analfabeta para praticar o crime.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio da 4ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da 2ª Central de Inquéritos de Niterói, ofereceu denúncia em face do pastor Leonardo da Conceição Almeida Leite, da Igreja Assembleia de Deus, localizada no Morro do Estado, no Centro de Niterói, pela prática do crime de estelionato (art. 171 do Código Penal).

Segundo a denúncia, no período entre julho de 2005 e fevereiro de 2011, Leonardo, de forma ardilosa e fraudulenta, recebeu R$ 9.900, após enganar a aposentada Maria Pereira da Silva Santos, aproveitando-se da fé religiosa da vítima e do fato de ela ser analfabeta.

De acordo com a denúncia, sob o falso pretexto de ajudar a aposentada em questões administrativas e bancárias, o pastor a acompanhava até agências bancárias,acabando por obter, em seu próprio benefício, empréstimos consignados em dinheiro em nome dela, mas sem revelar que era ele o verdadeiro beneficiário. O valor, então, era descontado no contracheque de Maria.

A investigação apurou que a aposentada já conhecia o acusado desde a infância deste e nutria carinho e confiança por ele, ainda mais em razão da condição de pastor evangélico. Porém, ela começou a passar por sérias dificuldades financeiras, o que fez a sua filha desconfiar. Ela constatou diversos descontos no contracheque, detectando que o beneficiário era o pastor da igreja que a mãe frequentava. Na delegacia, o pastor confirmou os fatos.

A pena para o crime de estelionato é de um a cinco anos de prisão. O MP se recusou a oferecer proposta de suspensão condicional do processo, pois, entre outros motivos, o denunciado se aproveitou da fé de uma pessoa analfabeta.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 94 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal