Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

08/08/2013 - Cenário MT Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Preso gerente de banco e mais 10 por fraude que chegaria a R$ 20 milhões

Grupo é suspeito de usar cheques sem fundo para pagar duplicatas. Gerente foi preso enquanto trabalhava em Várzea Grande (MT).

Onze pessoas foram presas pela Polícia Civil, entra elas o gerente de uma agência bancária de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, suspeitas de fazer parte de um esquema de fraudes que usava cheques sem fundo para pagar duplicatas. O golpe, segundo a polícia, poderia causar um prejuízo estimado em até R$ 20 milhões à instituição financeira.

O delegado Francisco Kunze, da Delegacia de Roubos e Furtos, responsável pelo caso, disse em entrevista que a investigação iniciou há alguns meses e os suspeitos de envolvimento com a quadrilha foram presos entre a noite de terça-feira (6) e esta quarta (7).

O gerente de banco, de 23 anos, segundo ele, foi detido enquanto trabalhava na agência e seria um dos líderes da quadrilha juntamente com mais três membros.

Os valores das duplicatas são inferiores a R$ 250 mil. Isso porque, de acordo com o delegado, o gerente detinha autonomia de liberar os pagamentos somente até esses valores e foi cooptado pela quadrilha para agilizar para os procedimentos internos. A investigação apontou que ele receberia 30% do valor obtido no golpe.

Além disso, um dos líderes do esquema seria do Paraná e responsável por cooptar os demais integrantes, inclusive o gerente. O delegado Francisco Kunze disse ainda que a operação ocorreu em diversos pontos de Várzea Grande e os suspeitos foram presos nas residências, posto de combustíveis e até no trabalho. Com eles, os policiais apreenderam vários cheques assinados, documentos, um carro e telefones celulares.

"É um tipo de golpe diferente do que estamos habituados em Mato Grosso. Foi um trabalho minucioso, mas que conseguimos identificar a forma com que os suspeitos estavam agindo e impedir a fraude", declarou Kunze.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 101 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal