Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

09/08/2013 - R7 / EFE Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsos casamentos atormentam a vida de costarriquenhos


San José, 9 ago (EFE).- Costariquenhos denunciaram ser vítimas de falsos casamentos ao aparecerem em registros de cartórios como casados, mas sem sequer conhecerem os cônjuges, informaram fontes judiciais nesta sexta-feira. A promotoria investiga a situação de pessoas que estão casadas com estrangeiros, apesar de garantirem nunca ter visto estas pessoas. Um dos casos mais escandalosos é o de Kattia Obaldía, que descobriu em 2006 ser esposa de um cubano, de acordo com o Registro Civil, quando entrou com a documentação para se casar com o então namorado. Segundo o departamento de Migração da Costa Rica, o suposto marido de Kattia nunca entrou no país. A promotoria confirmou que ela é parte de um grupo de oito homens e 23 mulheres que foram casados em 2006 sem saber, pela tabeliã Kattia Salas Guevara. Outra investigação já descobriu outras 26 pessoas que denunciaram casamentos falsos. A tabeliã foi condenada em janeiro do ano passado a 186 anos de prisão pelo Tribunal Penal de San José por 31 crimes de falsidade ideológica. Em agosto, o Tribunal de Apelações ordenou que ela fosse colocada em liberdade por erros na sentença e determinou um novo julgamento, que pode acontecer no fim de 2014. "O senhor não sabe quanto daria eu para assinar o papel e casar com quem eu decidi, mas sinto que agarraram minha mão, me casaram e me usaram como qualquer coisa. Mas tenho a fé de que algum dia vou conseguir", lamentou Obaldía ao site do jornal "La Nación". O pedido de ajuda da jovem chegou ao presidente do Congresso, Luis Fernando Mendoza, que disse hoje a jornalistas que trabalhará para solucionar o caso. "O caso me comoveu, me identifico absolutamente com ela e pude sentir o impacto de uma situação tão dolorosa em sua vida pessoal. Nâo podemos ser indiferentes a isso", expressou. Segundo Mendoza, o Tribunal Supremo de Eleições, encarregado do Registro Civil, e a Suprema Corte de Justiça vão ser convocados a analisar que tipo de solução pode ser dada para as pessoas afetadas, que além de não poderem se casar, não podem receber pensões, nem outros trâmites burocráticos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 143 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal