Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

10/08/2013 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Novas ações de fraudes da Máfia do Asfalto

Por: Vinícius Marques

Juíza recebe denúncias sobre supostas irregularidades em licitações; 4 processos foram protocolados.

A Justiça Federal de Jales recebeu três ações contra um grupo acusado de fraudar licitações na região de Rio Preto. Quatro processos foram protocolados no início da semana pelo Ministério Público Federal. Entre os acusados estão os irmãos Scamatti, apontados como donos da empresa Demop Construções.

A maioria das licitações consideradas irregulares é para recapeamento de ruas. Por isso, o MPF chama o grupo de Máfia do Asfalto. As ações são resultados da Operação Fratelli, que vasculhou documentos em cerca de 80 prefeituras da região noroeste no dia 9 de abril. Segundo a investigação, 31 supostas empresas participariam do esquema. O empresário de Votuporanga Olívio Scamatti é considerado “chefe” do grupo. Ele permanece preso no CDP de Rio Preto. Os irmãos Pedro, Dorival, Edson e Mauro também foram acusados.

Os novos processos apontam crime em concorrências nas prefeituras de Fernandópolis, Dolcinópolis, Mira Estrela e Pedranópolis. O ex-prefeito de Fernandópolis Luiz Vilar de Siqueria (DEM) está entre os acusados. Em Fernandópolis foram denunciadas 18 pessoas, que viraram réus. A juíza substituta Andreia Fernandes Ono deu prazo de dez dias para os réus apresentarem defesa. Segundo a acusação, a suposta fraude em Fernandópolis soma R$ 5,6 milhões.

Segundo a decisão da Justiça, a denúncia “descreve com suficiência as condutas que caracterizam, em tese, os crimes nela capitulados e está lastreada em documentos”.

Em Mira Estrela, uma servidora, não identificada pelo MPF, também foi denunciada, além de outras 18. As irregularidades teriam ocorrido em três licitações em 2007 e 2008, que somam R$ 458 mil.

Em Pedranópolis foram denunciadas 18 pessoas, que viraram réus nesta sexta-feira (9), incluindo, também um servidor municipal. A irregularidade soma R$ R$ 349 mil. A Justiça ainda não decidiu sobre a denúncia referente a Dulcinópolis.

MAIS

Fiança de irmãos é fixada em R$ 240 mil
Justiça Federal de Jales deu dez dias de prazo para que acusados de participar da Máfia do Asfalto paguem fiança. Se não pagarem podem voltar para a prisão. A fiança dos irmãos Scamatti é de R$ 240 mil para cada um. O advogado do grupo, Alberto Zacharias Toron, vai recorrer da decisão e do valor fixado.

No total, 1,5 mil licitações são consideradas suspeitas. Relatório final sobre a operação deve ser entregue à Justiça em um mês. A Justiça deu prazo até o dia 9 de setembro. Prefeitos com mandatos também são investigados.

15 milhões é o valor das ações ajuizadas por supostas fraudes

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 231 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal