Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

02/08/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sebrae de Araçatuba, SP, alerta sobre golpe do falso boleto bancário

Vítimas são pequenos e médios empresários em processo de formalização. Entidades aproveitam a inexperiência para enviar indevidamente faturas.

Estelionatários estão aplicando um novo tipo de golpe no mercado: é o golpe do boleto. As vítimas são pequenos e médios empresários que estão formalizando seus negócios.

Após abrir a empresa junto aos órgãos oficiais, entidades fantasmas enviam indevidamente faturas dos mais diversos valores como se fossem tributos obrigatórios.

De acordo com a analista e consultora do Sebrae de Araçatuba (SP), Josenayde Sousa Eneas, por mês o serviço recebe cerca de mil ligações para esclarecimento desse tipo de cobrança. Já a sede física do Sebrae na cidade, recebe um fluxo grande de pessoas diariamente questionando também sobre as taxas.

Segundo a consultora, a recomendação é simples: não pagar jamais. "Após cair no golpe e realizar o pagamento, dificilmente o empresário terá o seu dinheiro de volta. Caso haja dúvidas sobre qualquer cobrança, procure o Sebrae-SP. O serviço é gratuito e ainda protege o empresário desse tipo de fraude", explica.

Para quem está com dúvidas sobre cobrança, o Sebrae-SP mantém um serviço de atendimento gratuito pelo 0800 570 0800. Ele funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. Quem preferir pode ir pessoalmente a um dos 33 escritórios do Sebrae-SP espalhados pelo Estado.

Como identificar um boleto falso
Para ludibriar os empresários e dar ainda mais realidade ao golpe, as entidades fantasmas utilizam um boleto muito similar ao enviado por bancos para pagamento de títulos e tributos. Em muitos casos, chegam a usar a marca do banco no documento. Alguns falsos boletos apresentam artigos da Constituição Federal que citam prováveis punições caso o valor cobrado não seja quitado.

Outra característica é a data para vencimento. Os boletos são enviados sempre próximos da cobrança. Na pressa, ou com medo de multas, os empresários acabam pagando antes de se informar.

Para os Micro Empreendedores Individuais (MEI), a proteção é ainda maior. As únicas taxas a serem pagas pela pessoa enquadrada nessa modalidade de tributação são a Contribuição Social, ICMS e ISS, conforme o caso, que varia entre R$ 33,90 e R$ 39,90. Essa cobrança é feita exclusivamente pelo Portal do Empreendedor e o próprio empresário é responsável pela impressão do boleto

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 281 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal