Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

01/08/2013 - Jornal Cruzeiro do Sul Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Acusado de estelionato vendia terrenos fictícios


A Polícia Civil de Salto de Pirapora prendeu em flagrante, na noite de terça-feira, um homem de 33 anos, que vendia terrenos inexistentes numa área próxima ao Jardim São Carlos. De acordo com os investigadores que atuaram no caso, ao ser preso, o estelionatário recebia parte do pagamento pela venda de dois lotes "fantasmas". "Nós fomos informados pelas próprias vítimas. Elas acharam estranho a cobrança extra e decidiram investigar a documentação da propriedade", informou um dos policiais.

O homem havia vendido dois terrenos um por R$ 11 mil e outro por R$ 9 mil. Como as vítimas cobravam insistentemente a regularização da documentação, o acusado alegou que precisa receber mais R$ 1.640,00 de cada um para cobrir despesas com Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e outras taxas. Desconfiados, os compradores buscaram informações sobre as áreas na prefeitura municipal. Lá, foram informados de que a gleba ficava na área rural e não havia sido desmembrada oficialmente.

As vítimas se dirigiram à delegacia e foram orientadas a promover os pagamentos. No momento, em que recebia as "taxas extras", o falso vendedor foi preso em flagrante pela polícia. Além das duas ocorrências, o suspeito acumula uma extensa ficha criminal. São mais doze inquéritos, todos por estelionato. No final da tarde de ontem, mais uma vítima do golpe da compra do terreno fictício registrou boletim de ocorrência na delegacia de Salto de Pirapora.

"Há mais de dois anos estamos investigando as ações do criminoso. Suspeitamos que os golpes aplicados por ele já somam mais de R$ 150 mil", informou um dos policiais envolvidos no caso. "Temos informações de que a referida área possui 5 mil metros quadrados, que foi dividida em 40 lotes e que outras pessoas podem ter caído no golpe. Se for o caso, orientamos que nos procurem para tomarmos as devidas providências", concluiu o investigador.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 115 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal