Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

27/07/2013 - Mídia News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga falsificação que pode ter participação de servidores do Detran

Por: Thiago Bergamasco

O esquema foi descoberto com a detenção de um homem de 45 anos, em Várzea Grande.

A apreensão de uma carteira de motorista falsificada pode levar a Polícia a esclarecer um esquema de falsificação de CNH que contaria com participação de servidores do Detran de Mato Grosso. Duas pessoas foram detidas e outras duas não foram localizadas. Estas últimas poderiam confirmar a participação de servidores do Detran na liberação dos documentos falsos.

O esquema foi descoberto com a detenção de um homem de 45 anos, suspeito de estar armado com um revólver, mas com ele, foi apreendida uma CNH falsa. Ele disse aos policiais que havia comprado a carteira de um homem na localidade de Capão Grande, em Várzea Grande. Ao chegar ao local indicado, os PMs apreenderam uma outra CNH falsa com o suspeito.

“Esse segundo suspeito nos apontou um vendedor de moto que trabalha numa revenda Yamaha na rua Coronel Escolástica e que conhecia bem o esquema. Fomos até lá, mas não o localizamos”, explicou um dos policiais. Os PMs suspeitam que o terceiro envolvido saberia da participação de funcionários do Detran no esquema.

Na detenção dos dois suspeitos, os mesmos disseram saber que os documentos eram falsos, mas não forneciam detalhes sobre eram confeccionados. Eles se limitavam a apontar sempre alguém que a fornecia.

Na Central de Flagrantes, os dois foram ouvidos e liberados, uma vez que o delegado plantonista Algacir Brisola entendeu não haver uso do documento. “Estavam apenas portando. Não mostraram o documento como se fosse verdadeiro”, esclareceu.

Como se trata de um esquema complexa, os policiais não descartam a hipótese do envolvimento de mais pessoas.

O caso será investigado pela Delegacia Municipal de Várzea Grande.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 120 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal