Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

25/07/2013 - Jornal de Negócios Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

SAC Capital acusada de fraude pela procuradoria federal de Manhattan

Por: Jorge Garcia


A SAC Capital Advisors, a empresa gestora de um fundo de 14 mil milhões de dólares, cerca de 10,59 mil milhões de euros, foi acusada esta quinta-feira pela procuradoria federal de Manhattan pelo crime de fraude, num esquema de acesso a informações privilegiadas que decorreu durante mais de uma década.

Preet Bharara, procurador norte-americano, alega que entre 1999 e 2010 os empregados e agentes da SAC Capital obtiveram e negociaram informações que não eram públicas, uma conduta considerada "numa escala sem precedentes na indústria dos fundos de investimento”, segundo noticia a Bloomberg.

De acordo com o processo, a SAC Capital encorajava os seus trabalhadores a “procurar de forma agressiva informações ‘limite’ que pudessem esmagar o limitado sistema de conformidade da empresa” e que “fomentassem uma cultura de negócio na SAC na qual não havia qualquer compromisso para garantir que esse ‘limite’ chegava através de uma pesquisa legítima e não através de informação interna”.

Para Bharara, este esquema “resultou em centenas de milhões de dólares de lucros que ajudaram a evitar perdas”. Em Março, a SAC já se disponibilizou a pagar 616 milhões de dólares, no maior acordo de sempre do género, para a resolução de uma disputa com o regulador norte-americano (SEC). Na semana passada, o SEC preencheu uma nova queixa, mas desta vez contra Steven Cohen, o proprietário da SAC Capital, por este ter falhado na missão de supervisionar os seus funcionários que tinham acesso a informação privilegiada.

A empresa foi acusada de quatro crimes de fraude de segurança e um de fraude electrónica. O esquema interna envolvia mais de 20 empresas e remontava a 1999.

Este caso surge depois do antigo director do Goldman Sachs, Rajat Gupta, ter sido acusado em Outubro de 2011 por ter acesso a informações privilegiadas, tendo sido condenado no ano passado a dois anos de prisão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 127 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal