Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

16/07/2013 - Sol / Lusa Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Parlamento grego levanta imunidade a ex-ministro das Finanças no âmbito da 'lista Lagarde'


O Parlamento grego aprovou na segunda-feira à noite o levantamento da imunidade ao ex-ministro das Finanças George Papaconstantinou, permitindo que seja julgado por falsificação de documentos e danos ao Estado, e incumprimento de dever no caso da "lista Lagarde".
Com esta decisão, o parlamento grego ratificou as conclusões apresentadas na semana passada por uma comissão parlamentar encarregada de clarificar as responsabilidades de George Papaconstantinou na gestão daquela que é conhecida como "lista Lagarde", durante o seu mandato de ministro das Finanças, entre 2009 e 2011, no Governo de Georges Papandreu.

O ex-titular das Finanças gregas é acusado de ter falsificado um documento que continha o nome de cerca de duas mil pessoas na Grécia, detentoras de contas na filial suíça do banco HSBC, presumíveis culpadas de evasão fiscal. O antigo ministro é acusado de ter retirado os nomes dos membros da sua família.

A lista é conhecida na Grécia pelo nome de "lista Lagarde", uma vez que ela foi fornecida ao Governo grego por Christine Lagarde, quando a actual directora-geral do Fundo Monetário Internacional era ministra da Economia e Finanças em França.

O antigo ministro, de 52 anos, e actualmente retirado da vida política, continuou a declarar-se inocente antes da votação no parlamento grego.

"Nego todas as acusações absoluta e categoricamente", disse.

"Não tenho culpa se os dados não foram tratados depois da minha saída do Ministério. Fui eu que ordenei a abertura de uma investigação sobre a evasão fiscal ", afirmou.

Depois de ser levantada a imunidade a Papaconstantinou, será nomeado um conselho composto por cinco juízes de experiência comprovada, que vão examinar as acusações contra o ex-ministro pelo parlamento e decidir sobre a sua validade legal.

Caso seja considerado culpado, George Papaconstantinou incorre em pena até dez anos de prisão.

A lista de nomes foi publicada na íntegra pela revista Hot Doc, suscitando acções judiciais contra o editor da mesma.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 99 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal