Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/07/2013 - Só Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

TRE mantém ação para investigar suposta falsificação em contas de Riva


O pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso rejeitou embargos de declaração e manteve intacta a decisão de acatar denúncia do Ministério Público Eleitoral instaurando ação penal contra Agenor Jacomo Clivati e o deputado estadual José Geraldo Riva (PSD), por falsidade na prestação de contas das eleições 2006. Os juízes-membros do pleno consideraram os embargos, ajuizados pela defesa de Agenor, meramente protelatórios.

O Ministério Público aponta que, na prestação de contas, houve utilização de recibo eleitoral ideologicamente falso, com a presença de "indícios de autoria e materialidade dos delitos imputados". A corte do TRE recebeu a denúncia e instaurou a ação penal. O embargante sustentou que no voto que deu origem ao acórdão, proferido pelo juiz-membro Pedro Francisco da Silva, foi dito que se encontrava presente a justa causa para a instauração da ação penal, contudo, a mesma não teria sido apontada. Para Agenor, houve omissão na decisão colegiada, o que causou prejuízo à defesa.

O juiz membro Pedro Francisco explicou que, ao proferir o voto que deu origem ao acórdão, indicou de forma expressa e concreta os elementos - testemunhas e perícia da Polícia Federal-, que justificariam o recebimento da denúncia, bem como a instauração da ação penal. "Fica claro que foram explicitamente indicados os elementos de prova que alicerçam a justa causa da ação penal. Evidente que não há qualquer omissão, contradição ou obscuridade no acórdão guerreado".

Por fim, o juiz membro considerou a interposição dos embargos uma manobra para atrasar a marcha processual da ação penal instaurada, numa tentativa de ganhar tempo para a propositura de um possível recurso especial junto ao Tribunal Superior Eleitoral. A assessoria do TRE informa ainda que o relator determinou a imediata conclusão dos autos após a publicação da decisão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 117 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal