Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

20/07/2013 - Dinheiro Vivo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Notas grandes falsificadas atingem nível recorde no 1º semestre

Em Portugal, contrafação de notas de 50 a 500 já valem 72% do total de papéis apreendidos, indica banco central.

O peso das chamadas notas grandes no total de falsificações detetadas e retiradas de circulação pelo Banco de Portugal (BdP) atingiu, nos primeiros seis meses de 2013, o maior nível dos últimos sete anos e meio, pelo menos.

De acordo com números oficiais, ontem divulgados relativos ao primeiro semestre deste ano, as notas contrafeitas de 50, 100, 200 e 500 euros apanhadas pelas autoridades representaram 72% (ou 4457)do total de bilhetes falsos tirados de circulação.

O número de notas falsas apreendidas pelas autoridades em Portugal caiu em termos gerais, mas os dados revelados pelo Banco de Portugal mostram aumento homólogo substancial na contrafação de notas de valores mais altos.

Segundo o BdP, “no primeiro semestre de 2013, foram retiradas da circulação, em Portugal, 6190 notas contrafeitas”, menos 13% do que no mesmo período de 2012. Este recuo deve-se a menos falsificações nas notas de 20, sobretudo, entre as quais o fenómeno desceu 46%.

No entanto, nas denominações maiores, a tendência foi de agravamento. Foram apanhadas mais 7% ou 3957 notas de 50 euros falsas, mais 55% ou 392 notas de 100 euros contrafeitas e 95 notas de 200 euros, mais do dobro do registado nos primeiros seis meses de 2012.

“No segundo semestre de 2012, o número de contrafações apreendidas diminuiu significativamente, mas os valores verificados nos períodos anteriores foram retomados no primeiro semestre de 2013”, observa o Banco de Portugal. De facto, o aumento foi de 43% face ao último semestre do ano passado.

“As notas apreendidas em Portugal constituíram apenas 2% da totalidade de notas de euro contrafeitas apreendidas no Eurosistema durante o mesmo período” e “as contrafações detetadas em circulação, no semestre em análise, são de qualidade regular e podem ser facilmente identificadas, recorrendo apenas a uma observação cuidada dos elementos de segurança da nota de euro”, refere o banco governado por Carlos Costa.

Na Europa a tendência é semelhante – os falsificadores estão a migrar dos valores mais pequenos para os maiores. No entanto, em termos totais, o fenómeno está a alastrar, ao contrário do que acontece cá.

A falsificação registou um aumento muito pronunciado nos últimos semestres, tendo sido retiradas de circulação pelo Banco Central Europeu (BCE)cerca de 317 mil bilhetes no primeiro semestre deste ano, mais 26,3% do que em igual período do ano passado.

As notas de 50 são o alvo favorito dos falsificadores a nível europeu, tendo subido o seu peso no total de apreensões até aos 44,1%.
“Nos últimos seis meses, verificou-se uma diminuição da percentagem de contrafações de notas de 20 euros” que, ainda assim, continuam a valer 38% do total apreendido, diz o BCE.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 132 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal