Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

18/07/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MP ajuíza ações contra empresas e suspeitos da fraude do leite no RS

Quatro ações coletivas de consumo foram ajuizadas neste mês pelo órgão. Foram solicitados bloqueios de bens e quebra de sigilos fiscais e bancários.

O Ministério Público ajuizou quatro ações coletivas de consumo contra as empresas e pessoas envolvidas na fraude do leite, desvendada durante a Operação Leite Compensado, em maio deste ano, no interior do Rio Grande do Sul. No total, 18 pessoas, oito empresas, uma associação e uma cooperativa paranaense integram as ações, ajuizadas entre os dias 10 e 12 deste mês pelo MP. Em todos os casos, foram solicitados o bloqueio de bens e a quebra dos sigilos fiscais e bancários dos suspeitos.

As ações coletivas foram ajuizadas nos municípios de Horizontina, Ibirubá, Ronda Alta e Três de Maio. Conforme o MP, o objetivo é garantir a indenização por dano moral coletivo ao fim do julgamento de mérito. O órgão também pede que a Justiça proíba que os suspeitos produzam, transportem ou forneçam produtos lácteos que não estejam de acordo com as normas, sob pena de R$ 500 mil em caso de descumprimento da medida.

Entenda

A Operação Leite Compensado foi desencadeada em maio deste ano pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul para coibir uma fraude no leite cru, realizada por um grupo de transportadores do interior do estado. A adulteração ocorria no meio do caminho entre a propriedade rural e a indústria. A ação teve como consequências a retirada de lotes do mercado e a interdição de três postos de resfriamento e de uma fábrica em Estrela.

Nas duas fases da operação do MP, 14 pessoas foram presas nas cidades de Ibirubá, Guaporé, Horizontina, Rondinha, Boa Vista do Buricá e Três de Maio. Alguns investigados aceitaram a oferta de deleção premiada e foram liberados, mas pelo menos nove permanecem detidos. No total, 20 pessoas já foram denunciadas por suspeita de participação no esquema.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 125 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal