Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

04/07/2013 - JC Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Homem acusado de estelionato em nove estados é preso em Natal

Por: Kívia Soares


Um dos principais suspeitos de comandar um esquema criminoso de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, estelionato, e falsificação de documentos foi preso em Natal,nesta quinta-feira (4). A operação denominada "Apocalipse" prendeu José Fernandes da Silva, 35 anos, natural de Porto Velho (RO), junto com sua mulher, Andrea Agemiro de Macedo Braga, 36 anos, em um apartamento de luxo na praia de Areia Preta, Zona Leste da capital potiguar.

A prisão do suspeito foi feita policiais civis da Delegacia Especializada de Capturas (Decap) e da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) do Rio Grande do Norte. Mais conhecido como 'Fernando da Gata', ele estava morando na capital potiguar com sua esposa e filhos há três meses.

Além de Fernando e sua esposa outra mulher foi detida no bairro do Planalto, Zona Oeste, acusada de também fazer parte da quadrilha, trata-se da potiguar de nome Sheyla Kelle Vieira Corcino, 29 anos.

A Operação Apocalipse foi deflagrada pela Polícia Civil de Rondônia e em outras cidades do País. Ao todo são 120 mandados que estão sendo cumpridos nos estados de Rondônia, Rio Grande do Norte, Ceará, Acre, Amazonas, São Paulo, Distrito Federal e Paraná.

O esquema, segundo apurou a Polícia,teria ainda envolvimento de vereadores, deputados, empresários e funcionários públicos de Rondônia. O bando estava sendo investigado a cerca de dois anos pela Polícia Civil rondoniense e teria movimentado um valor estimado em R$ 80 milhões em todo o Brasil. Cerca de R$ 33 milhões já teriam sido contabilizados pela polícia. O dinheiro seria fruto de fraudes com cartões de crédito e tráfico de drogas.

Todas as prisões foram realizadas em cumprimento a mandados de prisão expedidos pela justiça de Rondônia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 60 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal