Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

04/07/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos da Apocalipse também lavavam dinheiro no RN, diz delegado

Quatro pessoas foram presas em Natal, na manhã desta quinta-feira (4). Operação Apocalipse foi deflagrada em oito estados do país.

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte prendeu quatro pessoas na manhã desta quinta-feira (4) suspeitas de integrarem um quadrilha interestadual especializada em estelionato e lavagem de dinheiro que teria movimentado cerca de R$ 80 milhões em todo o país. As prisões fazem parte da Operação Apocalipse, deflagrada simultaneamente em oito estados.

Fernando Braga Serrão, de 35 anos, e sua esposa Andrea Agemiro de Macedo Braga, 36, foram presos no apartamento em que moravam em Areia Preta, bairro nobre da capital potiguar. Fernando é natural de Rondônia e é apontado pela polícia como o chefe da quadrilha.

A potiguar Sheyla Kelle Vieira Corcino, de 29 anos, foi detida no bairro Planalto, em Natal, também suspeita de fazer parte da quadrilha. No momento da prisão de Sheila, seu marido, identificado comoCarlos Alberto Saldanha de Lima,28 anos, também foi preso. Apesar de não haver mandado contra ele, Carlos Alberto possuía em sua residência uma identidade falsa. Ele foi autuado por uso de documento falso e responderá em liberdade.

Durante a operação foram apreendidos cartões diversos em nome de Andrea e Sheyla, modens de acesso a internet, celulares, HD externo, óculos, relógios, trezentos e cinquenta reais, quinhentos euros, documentos, bolsas e bonés de marcas famosas, máquinas de cartão de crédito, dentre outros objetos.

De acordo com a Polícia Civil do RN, o bando estava sendo investigado há dois anos pela Polícia Civil de Rondônia e teria movimentado um valor estimado em R$ 80 milhões em todo o Brasil. Cerca de R$ 33 milhões já teriam sido contabilizados pela polícia. O dinheiro seria fruto de fraudes com cartões de crédito e tráfico de drogas.

Todas as prisões foram realizadas em cumprimento a mandados de prisão expedidos pela justiça de Rondônia. Ao todo são 120 mandados que estão sendo cumpridos nos estados de Rondônia, Rio Grande do Norte, Ceará, Acre, Amazonas, São Paulo, Distrito Federal e Paraná.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 78 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal