Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/07/2013 - Portal Rondônia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Nora de esclarecimento - SESDEC


A Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) e a Polícia Civil esclarecem fatos relacionados à Operação Apocalipse.

A investigação que deu causa à Operação Apocalipse teve início em dezembro de 2011, apurando ações criminosas relacionadas ao tráfico de drogas e financiamento para o tráfico. O inquérito policial teve pedidos de dilação de prazo devido sua complexidade, sendo todo processo sempre acompanhado e fiscalizado pelo Poder Judiciário e Ministério Público.

No decorrer dos atos investigativos observaram-se ações criminosas variadas e entrelaçadas entre particulares e agentes públicos, de modo articulado, sofisticado e para a reiterada consecução de seus objetivos, favorecendo pessoas com a obtenção de vantagens ilícitas, em detrimento do patrimônio público e privado.

Além dos crimes inicialmente investigados, diligências policiais constataram as execuções de crimes como falsificação de documentos, estelionato, peculato, corrupção (ativa e passiva), tráfico de influência, prevaricação e quebra de sigilo funcional e formação de quadrilha.

Durante a fase investigativa a Polícia Civil reuniu diversos tipos de provas deflagrando no último dia 04 de julho a Operação Apocalipse para o maior e melhor esclarecimento dos fatos, assim como interromper ações criminosas e assegurar a aplicação da lei penal, procedendo, com a autorização do Poder Judiciário, a apreensão de instrumentos e provas do crime e prisão de pessoas relacionadas aos delitos, bem como afastamento de agentes públicos de seus cargos.

Assim como determina o ordenamento jurídico, as diligências respeitaram todas as exigências legais desde o início até a deflagração da Operação Apocalipse, sendo representado por medidas cautelares as quais foram executadas em cumprimento à ordem judicial.

Na quadrilha verificou-se núcleos interdependentes que agiam para a consecução dos seus objetivos escusos.

A Sesdec informa ainda que a Operação Apocalipse teve início em momento político totalmente diverso do atual, fato que, por si só, já comprova que não há nenhum tipo de perseguição política ou pessoal, ou motivação particular e nenhuma outra conotação desse gênero. O que há é o dever constitucional da Secretaria de Segurança Pública do Estado e da Polícia Civil de combaterem as práticas criminosas em Rondônia nas suas mais variadas modalidades.

Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania / Polícia Civil

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 103 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal