Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

01/07/2013 - R7 / AFP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Argentina coloca em prática mecanismo contra lavagem de dinheiro


Argentina começou, nesta segunda-feira, a entregar um certificado de investimento para quem enviava dólares para fora do sistema, um mecanismo que moverá cerca de 5 bilhões de dólares segundo estimativas oficiais, informou a Presidência.

Os interessados receberão em entidades financeiras um bônus denominado Cedin, destinado a estimular o mercado imobiliário, em troca de dólares que estejam fora do circuito legal, no exterior ou nas caixas-fortes dos bancos.

"O Cedin (Certificado de Depósito de Investimento) terá um efeito dinâmico e trará liquidez à economia", disse o presidente da Comissão Nacional de Valores (CNV, reguladora do mercado de capitais), Alejandro Vanoli, no portal oficial.

No país e nas mãos dos argentinos há cerca de 40 bilhões de dólares fora do sistema, valor que se triplica se forem incluídos os paraísos fiscais, segundo o vice-ministro da Economia, Axel Kicillof.

Para efeito de comparação, o Banco Central (BCRA) possui 37,5 bilhões de dólares.

A oposição rejeitou o projeto no Congresso com o argumento de que legitima a evasão de impostos.

"Em troca de dólares, o poupador receberá um Cedin para uma operação com imóveis", disse à rádio El Mundo, Roberto Arévalo, presidente da Câmara Imobiliária.

A Câmara denunciou este ano a paralisia do setor desde que Kirchner implantou, em 2011, um regime de controle cambial que proibiu a venda de dólares para poupança ou negócios com imóveis residenciais.

Esta "armadilha cambial" tenta evitar uma fuga de capitais que atingiu 22 bilhões de dólares em 2011 e que caiu a 4 bilhões em 2012 após as medidas, segundo o BCRA.

A restrição gerou um mercado paralelo de divisas, que os argentinos denominam popularmente 'Blue'.

"O Cedin vai ter no mercado secundário um valor próximo ao 'Blue'. Isso reativará o setor imobiliário", disse à rádio El Mundo o presidente da Câmara Argentina da Construção, Gustavo Weiss.

O anúncio do mecanismo freou o 'Blue' que agora está congelado em 8 pesos depois de superar os 10, enquanto, no mercado oficial, um dólar equivale a 5,39 pesos.

Outro bônus para captação de dólares será lançado em breve para investimentos em energia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 104 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal