Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

03/07/2013 - O Tempo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha especializada em fabricar anilhas falsas para identificar pássaros é presa em Minas

As investigações tiveram início na Grande Vitória (ES), mas as anilhas eram fabricadas em Goiás, no município de Padre Bernardo, e remetidas para Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo.

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (3) uma operação para desarticular uma quadrilha especializada em fabricar e comercializar anilhas falsas de identificação para pássaros. Chamada de "Operação Bastardos", as investigações tiveram início na Grande Vitória (ES), mas as anilhas eram fabricadas em Goiás, no município de Padre Bernardo, e remetidas para Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo.

De acordo com as investigações, o grupo vinha comercializando anilhas clonadas para criadores de pássaros interessados em dar uma aparência de legalidade a animais em situação irregular, em sua maioria aves capturadas da natureza. Esses criadores encomendavam a fabricação de anilhas com a mesma numeração de outras já registradas no IBAMA, numa tentativa de burlar a fiscalização do órgão.

Durante as investigações foram apreendidos cerca de 300 canários-da-terra capturados da natureza, resultando na prisão em flagrante de sete pessoas. As aves apreendidas foram encaminhadas ao IBAMA para serem reintegradas à natureza.

Estima-se que, somente para o grupo que atuava no Espírito Santo, foram remetidas cerca de 5 mil anilhas nos últimos 12 meses. As anilhas eram utilizadas em diversas espécies de pássaros, mas a procura era maior para colocação em canários-da-terra, coleiros e trinca-ferros. Alguns dos investigados atuavam também no comércio irregular de pássaros silvestres.

Cerca de 70 policiais federais e 15 fiscais do IBAMA participam da Operação para cumprir 15 mandados de busca e apreensão em Taguatinga (Distrito Federal); Padre Bernardo (Goiás); Uberaba e Uberlândia (Minas Gerais); Franca e Ribeirão Preto (São Paulo); e Vitória, Vila Velha e Cariacica (Espírito Santo).

Foi expedido também mandado de prisão preventiva para o fabricante das anilhas, que reside em Goiás.

Os investigados vão responder pelos crimes de falsificação e/ou adulteração de selo. Os que atuavam também no comércio de pássaros vão responder ainda por transporte e venda de espécimes da fauna silvestre, com detenção de 6 meses a 1 ano, e maus-tratos a animais silvestres, com pena prevista de 3 meses a 1 ano.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 263 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal