Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

29/06/2013 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário que aplicava golpes no INSS

Por: Carolina Bataier

O acusado, que estava com a prisão decretada, foi encontrado trabalhando na prefeitura de Cabrália.

O homem que aplicou milhares de golpes ao INSS nos anos 90 foi encontrado trabalhando normalmente ontem na prefeitura de Cabrália Paulista (a 45 km de Bauru).

O advogado Francisco de Assis Moura, 53 anos, é acusado de participar de um esquema de fraude de carteiras de trabalho. Por meio de seu escritório de advocacia, em São Manuel (a 75 km de Bauru), ele simulava ou ampliava contratos de trabalho. Depois, entrava na justiça para receber os direitos pela prestação de serviço que nunca existiu.

O esquema foi descoberto em 2000. O caso permaneceu em trâmite e Francisco chegou a responder processo em liberdade.

“Fizemos várias diligências até que recebemos esta informação de que ele estaria trabalhando na prefeitura de Cabrália”, conta o delegado da Polícia Federal Enio Bianospino.

Ao chegar na prefeitura da cidade, a equipe da polícia encontrou o acusado trabalhando normalmente. De acordo com o delegado, ele não resistiu à prisão. “É um homem aculturado. Ele sabe o que está se passando”, diz.

Ele foi encaminhado ontem ao CDP (Centro de Detenção Provisória de Bauru). De lá, deve partir para uma cadeia regular. Ele responderá pelo crime em regime semi-aberto.

Segundo envolvido no crime continua foragido

De acordo com o delegado da Polícia Federal Enio Bianospino, a prefeitura de Cabrália Paulista nega que Francisco seja um funcionário da casa.

“Não sabemos se de fato ele tem algum vínculo com a prefeitura, mas ele estava lá, em uma mesa, trabalhando”, diz o delegado.

O crime foi descoberto em 2000, quando a Polícia Federal realizou busca no escritório de Francisco e descobriu o esquema fraudulento. Milhares de carteiras de trabalho foram apreendidas.

Alguns dos “falsos trabalhadores” donos das carteiras responderam processo por estelionato.

Na época em que as fraudes foram descobertas, o escritório de Ézio Rahal Melillo, 56 anos, também foi investigado.

Por lá, os policiais também descobriram o sistema de fraudes em carteiras de trabalho.

O escritório de Ézio fica em Botucatu (a 93 km de Bauru). Ele também está com a prisão decretada. No entanto, ele continua foragido.
Em fevereiro de 2013, foi expedido o mandado de prisão dos dois acusados.

“Nós vamos continuar procurando”, alerta o delegado.
Os dois são acusados de estelionato qualificado, já que o crime praticado acabou por lesar a União.

O delegado acredita que Francisco irá tentar cumprir a pena de 3 anos em regime aberto, considerando os anos que já cumpriu anteriormente.

MAIS

Caso antigo

De acordo com o Ministério Público, o golpe teria causado um rombo de R$ 90 milhões aos cofres da Previdência Social. Francisco, que foi preso ontem, deve responder a pena de 3 anos em regime semi-aberto. O caso foi descoberto em 2000, e, na época, Francisco negou o envolvimento nas fraudes. O outro envolvido nos estelionatos, Ézio Melillo, continua foragido.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 150 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal