Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/11/2007 - Jornal de Brasília Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe no contrabando

Por: Luís Augusto Gomes


A Polícia Federal (PF) desarticulou uma quadrilha formada por mais de 25 pessoas. Elas são suspeitas de comprar mercadorias do Paraguai sem nota fiscal e vender na Feira dos Importados. Durante a ação, batizada como Operação Sete Erros, 19 suspeitos foram presos por determinação judicial, acusadas de contrabando.

Dos detidos, 17 estavam em Brasília e dois em Foz do Iguaçu (PR). Entre os presos, segundo a PF, está o assessor da presidência do Senado Federal, Carlos Rudney Mattoso, acusado de usar a cota de correspondência de dois deputados do PMDB alagoanos – Olavo Calheiros, irmão de Renan Calheiros, e Joaquim Beltrão, aliado do senador – para mandar contrabando de Brasília a Macapá. Também foram para a prisão o policial civil do DF Reinaldo Barros Miranda, que repassava informações da PF ao criminosos, e o doleiro José Augusto Cardoso, responsável pela troca dos cheques da quadrilha.

De acordo com a Polícia Federal, o grupo criminoso é chefiado por sete libaneses que detêm o monopólio da venda irregular de equipamentos de informática na Feira dos Importados. O delegado Helan Wesley Almeida Soares, chefe da Delegacia de Crimes Fazendários da PF, afirma que o esquema movimentou R$ 1 milhão em dois meses. Com a quadrilha, os federais apreenderam 11 carros de luxo, R$ 256 mil, 2.645 euros, folhas de cheques de clientes, equipamentos de informática, uísque, passaportes e anabolizantes.

Outros suspeitos

Além de Rudney Mattoso, Reinaldo Miranda e José Augusto, os federais prenderam Hussewm Mohamad Diab, Rubens Lopes Aguera, Houssam Iamail Diab Russo, Sleiman Nassim El Kobrossy, Verônica Ramiro Bittencourt, Kassem Iamail Diab Radar, Jamil Iamail Diab, Alex dos Santos, Ali Ismail Diab, Maria Aparecida Pereira Silva, Edilson Batista da Guarda, Hicham Hussein Diab, Mohamad Iamail Diab, Leonardo Araújo Lima Freitas, Hassan Iamail Diab e um homem cujo nome foi mantido em sigilo para fins de investigação.

De acordo com a superintendente da PF, Valquíria Souza Teixeira de Andrade, a ação policial cumpriu 17 mandados de prisão temporária e 31 mandados de busca e apreensão. Os presos responderão na Justiça por contrabando, descaminho, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, falsificação, corrupção ativa e passiva, formação de quadrilha, falsidade ideológica, agiotagem e porte ilegal de arma.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1061 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal