Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

26/06/2013 - O Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Papa nomeia comissão de inquérito para Banco do Vaticano


O papa Francisco nomeou nesta quarta-feira uma comissão de inquérito que vai analisar as atividades do Banco do Vaticano, em meio a uma nova investigação sobre lavagem de dinheiro e questionamentos a respeito da instituição.

Trata-se da segunda vez nas últimas semanas que Francisco intervém para chegar à raiz dos problemas que têm assolado o Instituto para as Obras de Religião (IOR) há décadas.

No dia 15 de junho ele ordenou a vacância da estrutura de gestão do banco, indicando um amigo de confiança para ser seus olhos dentro do banco, com acesso à documentação, reuniões de diretoria e gerência.

Nesta quarta-feira, o papa nomeou uma comissão para investigar a estrutura legal e as atividades da instituição "para permitir uma melhor harmonização com a missão universal da Santa Sé", segundo o documento legal que criou a comissão.

Ele indicou cinco pessoas para participar da comissão, dentre elas dois norte-americanos: monsenhor Peter Wells, graduado funcionário da secretaria de Estado do Vaticano, e Mary Ann Glendon, professora de direito de Harvard, ex-embaixadora da Santa Sé nos Estados Unidos e atual presidente da Academia Pontifícia.

Os cardeais norte-americanos estão entre os que mais exigiram uma ampla reforma na burocracia do Vaticano e no banco do Vaticano em reuniões que aconteceram até o conclave de março, que elegeu Francisco. As exigências foram feitas após revelações de documentos vazados no ano passado que mostravam problemas de funcionamento, conflitos territoriais e denúncias de corrupção na administração da Santa Sé.

A comissão já está trabalhando. Seus integrantes têm autoridade para reunir documentos, dados e informações sobre o banco, superando inclusive as regras de sigilo. A administração do banco continua a funcionar normalmente, assim como a nova agência de supervisão financeira do Vaticano.

O anúncio acontece em meio a um novo constrangimento para o Vaticano. Promotores da cidade de Salerno, sul da Itália, colocaram um graduado funcionário do Vaticano sob investigação por suposta lavagem de dinheiro.

O porta-voz do Vaticano, reverendo Federico Lombardi, confirmou nesta quarta-feira que o monsenhor Nunzio Scarano foi suspenso temporariamente de seu cargo em um dos principais escritórios financeiros do Vaticano, a Administração do Patrimônio da Santa Sé. Scarano diz que não fez nada de errado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 93 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal