Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

28/06/2013 - InfoMoney Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Telexfree é investigada por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha

Por: Diego Lazzaris Borges

O inquérito foi aberto pelos promotores Danilo Lovisaro e Rodrigo Curti .


SÃO PAULO - O Gaeco (Grupo de Combate ao Crime Organizado), do Ministério Público do Estado do Acre, investiga se as atividades da Telexfree constituem em crimes contra a economia popular, como lavagem de dinheiro, estelionato e formação de quadrilha.

De acordo com a assessoria de comunicação do Ministério Público do Acre, o inquérito foi aberto pelos promotores Danilo Lovisaro e Rodrigo Curti.

A Justiça do Acre também já havia entrado com liminar determinando a suspensão das atividades da Telexfree, para que a empresa não realizasse novos cadastros de divulgadores ou pagamentos aos divulgadores já cadastrados, até o julgamento final da ação principal, sob pena de multa diária de R$ 500 mil.

A decisão foi tomada após a conclusão de indícios de pirâmide financeira na atividade da Telexfree e afeta as atividades da empresa em todo o território nacional.

De acordo com o MP, a intenção das medidas cautelares é garantir o devido ressarcimento dos investidores, com base na "coletividade e não casos isolados". “Estamos abertos para ouvir reivindicações, mas o posicionamento do MP é que se trata de pirâmide financeira fraudulenta e, portanto, ilegal. Por isso, tomamos as medidas legais cabíveis”, disse o Promotor de Justiça Danilo Lovisaro, coordenador do Núcleo de Apoio Técnico (NAT).

Outro lado

Em vídeo publicado na página da Telexfree no Fecebook no dia 24 de junho, o diretor da Telexfree, Carlos Costa, disse que o jurídico da empresa “continua trabalhando para resolver a situação o mais breve possível”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 343 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal