Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

24/06/2013 - Portal Caparaó Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dupla é presa acusada de estelionato em cidades da região


REDUTO / MANHUAÇU (MG) - Acusados de estelionato foram presos nesta sexta-feira, 21/06, em Manhuaçu. A dupla aplicou diversos golpes na região. Eles passaram nas cidades de Reduto, Espera Feliz e Manhumirim (MG) e Iúna e Guaçuí (ES). Foram apreendidas duas TV 40 polegadas, vários celulares, notebook e outras mercadorias.

A dupla foi descoberta com a ajuda de um funcionário de uma agência bancária em Reduto. Um deles foi até o banco e pediu uma simulação de empréstimo consignado. O bancário desconfiou do documento e acionou a Polícia Militar.

A partir de Reduto, equipes da PM foram comunicadas sobre as características do suspeito e o carro em que ele estava.

Herlon Ribeiro de Araújo, de 39 anos, e Aroldo Camargo Valadares, de 40, tinham seis documentos de identidade com nomes diferentes, além de chips de telefones celulares, comprovantes de residência, documentos e nomes e contatos de outras pessoas.
A dupla admitiu que havia pernoitado em Espera Feliz, passou em Manhumirim e em Reduto e tentaram aplicar o golpe nas duas cidades. Chegaram a abrir conta bancária nos Correios em Manhumirim.

Contra o Herlon havia um mandado de prisão em aberto. Ele tem passagens por furto e estelionato. Aroldo relatou que tem uma passagem por receptação. Na prisão desta sexta, ele alegou que estava apenas dando carona para o colega e não teria envolvimento com os golpes.
Com a dupla a polícia encontrou duas televisões, um computador, e celulares ainda na embalagem.

ENTRADA

Para comprar os produtos, eles usavam nomes de outras pessoas e tomavam todo o cuidado para que os comerciantes não percebessem que a venda se tratava na verdade de um golpe. Segundo a PM, davam uma entrada e parcelavam o restante.

Foram apreendidas seis identidades falsas, todas com a foto de Herlon, com nomes de outras pessoas e cartões de aposentados. A polícia acredita que os dois façam parte de uma quadrilha de estelionatários.

O golpe foi muito semelhante ao aplicado no distrito de Realeza por outro grupo, que também foi preso depois de sacar 25 mil reais num empréstimo consignado numa agência bancária daquela cidade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 297 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal