Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

21/06/2013 - InfoMoney Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Gestor é condenado a 11 anos de prisão por fraudes com investidores do Facebook

Por: Rodrigo Tolotti Umpieres

John Mattera se declarou culpado por desviar US$ 13 milhões de investidores fingindo colocar o dinheiro em papéis do Facebook e Groupon antes das duas abrirem seu capital.

SÃO PAULO - O gerente de fundos John Mattera foi sentenciado a 11 anos de prisão nesta sexta-feira (21) após se declarar culpado por fraudar investidores em US$ 13 milhões colocando dinheiro em ações do Facebook e do Groupon antes das duas se tornarem públicas. Como parte de sua sentença, Mattera concordou em pagar US$ 11,8 milhões aos investidores prejudicados.

O juiz Richard Sullivan disse que a sentença se justifica porque Mattera devastou as economias de seus clientes e também porque ele já possuía quatro condenações relacionadas à fraude e roubo. "Você machucou um monte de gente de uma forma muito séria", disse o juiz.

Mattera é ex-presidente do conselho para o fundo Praetorian Found Global e declarou-se culpado em outubro por acusações de fraude de títulos, fraude eletrônica e lavagem de dinheiro. Ele admitiu que fez a transferência de US$ 11 milhões de investidores em uma conta bloqueada em vez de guardá-la para a antecipação das ofertas públicas iniciais.

Ele também admitiu ter recebido dois milhões dólares mais de investidores que pensavam que ele estava investindo no Facebook e Groupon, enquanto as empresas ainda eram privadas. Em vez disso, os promotores disseram que Mattera gastou quase US$ 4 milhões em carros de luxo, joias, impostos pessoais e um acordo judicial.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 114 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal