Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

22/06/2013 - Portal Caparaó Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PC prende quadrilha suspeita de estelionato


REALEZA / MANHUAÇU (MG) - Quatro pessoas foram presas na noite desta terça-feira (18), em Realeza, distrito de Manhuaçu, suspeitas de aplicar golpes na região. Júlio César de Oliveira Neves, de 51 anos; Márcia Cristina Neves Moreira, de 47 anos; Elton Lopes Peixoto, de 19 anos; e Jurceli Luiz dos Santos, de 48 anos; foram detidos por investigadores da Polícia Civil e recolhidos no Presídio de Manhuaçu.

AÇÃO POLICIAL

A Delegacia de Furtos e Roubos estava no encalço da quadrilha há alguns meses. Nesta terça, investigadores foram informados de um possível golpe que estaria acontecendo na agência bancária do Sicoob, em Realeza.

“Um homem e uma mulher foram até a agência bancária e após apresentarem documentos, iniciaram um processo para contrato de empréstimo consignado. Júlio Cesar e Márcia se apresentaram sendo Olímpio Rodrigues Neto e Lucimar Ribeiro. Porém durante análise, foram verificadas indícios de que tais documentos poderiam ser falsificados”, informou o investigador Hernesto da Silva.

Cientes do fato, os investigadores Hernesto da Silva, Maycom de Freitas e Alex da Costa, juntamente com a delegada Camila da Silva Miller, compareceram à agência e permaneceram em vigilância. Em determinado momento, quando Julio Cesar se dirigiu ao caixa e após procedimento realizou o saque do dinheiro, ele foi abordado pelos policiais.

“Inicialmente o cidadão que se identificou como sendo Olimpio Rodrigues Neto, se recusou a fornecer os seus dados de identificação. Porém somente na Delegacia de Policia ele revelou seu verdadeiro nome”, explicou Hernesto.

SAQUE E MAIS PRISÕES

Julio Cesar conseguiu concretizar o saque no valor de R$ 25 mil. Ao ser abordado pela equipe policial, o montante em dinheiro foi apreendido. Às margens da rodovia, já do lado de fora da agência, um carro esperava pelo suspeito.

Márcia Cristina fora abordada próxima ao carro. “Inicialmente, ela não apresentou documentos de sua identificação, porém com as características da mesma era idênticas as fornecidas pelos funcionários da agência bancária, a convidamos a nos acompanhar até aquele local, e lá chegando fora devidamente reconhecida e foi identificada como sendo”, detalhou Hernesto.
Enquanto Márcia era encaminhada à agência bancária, o veiculo que a mesma estava, saiu daquele local, sendo dirigido por uma pessoa de camisa vermelha. Ao perceber a movimentação, os policiais civis solicitaram reforço da Polícia Militar.

Após rastreamento, o veiculo GM/Celta, cor vermelha, placa JLU-3492, de Governador Valadares, foi abordado na cidade de São João do Manhuaçu, onde Elton Lopes fora identificado.

ENCERRANDO O CASO

Durante a diligência de abordagem dentro da agência bancária, a Polícia Civil desconfiou de outra senhora, que se portou de maneira apreensiva e tentou sair do local. “Após ser abordada, em principio, nada alegava. Porém após serem realizadas entrevistas, esta apenas alegou que estaria naquela agência para abrir uma conta. Ela nos disse, inclusive, que seria residente na cidade de São João do Manhuaçu. Porem após serem solicitados os documentos necessários, esta apresentou cópias dos documentos de Alaíde Araújo Anasthacio, da mesma forma apresentada pelos demais conduzidos. Foi nesse momento que constatamos a fraude, pois, na verdade seu nome verdadeiro era Jurceli Luiz dos Santos”, argumentou Hernesto.

FICHA CRIMINAL

De acordo com as investigações da Polícia Civil, o grupo preso faz parte de quadrilha especializada em crimes de falsificação de documentos e estelionato. Inclusive estiveram na agencia bancária em data anterior para a realização do inicio do contrato. No dia da prisão retornaram para a realização do saque de dinheiro.

Os quatro foram presos em flagrante e permanecem detidos na Penitenciária de Manhuaçu. Eles devem responder por estelionato, falsificação de documentos e concurso de pessoas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 489 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal