Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

20/06/2013 - administradores.com.br Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Por uma revolução com mais profundidade

Por: Flávio Augusto

A maior revolução que todos nós brasileiros precisamos, é uma revolução em nosso caráter, uma revolução contra o jeitinho brasileiro.

A corrupção é um câncer impregnado por todas as partes da sociedade brasileira, em especial entre os políticos. Mas não é só lá. Na polícia, entre os funcionários públicos, na religião, no meio empresarial e em toda população.

Policiais corruptos não sobreveriam se a população não fosse cúmplice de suas propinas. Nem tudo que é comum é normal. Por exemplo, apesar de ser muito comum e frequente, não é normal dar propina pra polícia ou fiscal. É uma anomalia não devolver o troco errado, não é normal instalar gato-net, puxadinho da eletricidade, CD e video game piratas, pegar canetas ou ítens de decoração de um hotel, levar pra casa material de escritório de sua empresa, enganar o seguro, falsificar carteirinha de estudante pra pagar meia entrada, colar na prova, ocupar o tempo remunerado de um expediente fazendo de conta que está trabalhando. Nada disso é normal, apesar de observarmos este comportamento com muita frequência todos os dias.

O pensamento de quem está mergulhado neste desvio de valores é sempre o mesmo: "Mas isso é muito radical, não é bem assim... Tudo isso é relativo". Seja a apropriação indevida de uma caneta ou até o desvio de dinheiro público numa obra de um estádio, ambos os casos podem ser classificados como corrupção, diferenciando-se apenas na quantidade de dinheiro desviado. A tentativa da relativização desses princípios é sempre a porta de entrada para a corrupção de qualquer tamanho. Esta relativizar o absoluto é uma grande armadilha!

Verdade seja dita: meter o pau em político corrupto nas passeatas, mas ao mesmo tempo ter esta conduta corrupta citada acima, é uma grande hipocrisia. É necessário sim lutar contra a corrupção do governo, mas também é fundamental mudar de atitude. Do contrário, seria o mesmo que o sujo falasse do mal lavado.

Por isso, a maior revolução que todos nós brasileiros precisamos, é uma revolução em nosso caráter, uma revolução contra o jeitinho brasileiro, contra a esperteza, a malandragem e a preguiça presentes de Norte a Sul de nosso imenso País.

Sendo assim, além de protestar nas ruas, faça também um protesto nas avenidas congestionadas de toda sorte de culpa que circula por sua consciência, uma auto-crítica e uma reflexão sobre a sua conduta.

Um Brasil sem corrupção é formado por uma população bem educada e que decidiu parar de ser corrupta. Do contrário, continuaremos sendo um País do jeitinho e com políticos oportunistas que representam muito bem o perfil de seus seus eleitores.

Sugestão prática:

Não proteste apenas nas ruas. Caso você presencie um amigo cometendo algum desvio de conduta, faça uma advertência, proteste. Não aceite nenhum tipo de corrupção. Mostre a ele que você não é cúmplice e que ser malandro não é nada descolado como muitos pensam. Vão chamar você de bitolado, puxa-saco, nerd, dentre outros adjetivos que os espertalhões usam,referindo-se, aos que decidiram fazer o certo. Não se abata, não tenha vergonha. Você está no caminho certo!

Revolução de verdade acontece de dentro pra fora!

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 141 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal