Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

21/06/2013 - O Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Idosos teriam sido alvo de estelionato

A primeira denúncia chegou à Defensoria Pública em janeiro, gerando inquérito policial. Em seguida, novos casos foram surgindo. A quadrilha é acusada de ter feito mais de 30 vítimas.

Mais de 30 aposentados teriam sido vítimas de uma quadrilha acusada de praticar estelionato por meio de empréstimos consignados, em Messejana. O caso começou a ser investigado em janeiro pelo defensor público da 6ª Unidade do Juizado Especial Cível e Criminal de Fortaleza, Samuel Marques. Segundo ele, o processo já resultou em mandado de prisão, que está em aberto, contra Olivan Nogueira Rocha, expedido pela 4ª Vara Criminal de Fortaleza.

Samuel explica que Olivan atuava como uma espécie de agente bancário, como intermediador da negociação entre a vítima e o banco. O defensor lembra que a primeira vítima procurou ajuda na Defensoria relatando que teria feito um empréstimo de R$ 1.000, com o intermédio de Olivan, sem assinar nenhum contrato. No entanto, tempos depois, a vítima descobriu que não havia apenas um empréstimo em seu nome, mas quatro, no valor total de R$ 5.410, que vinham sendo descontados de sua folha de pagamento.

Esta primeira denúncia já gerou inquérito no 6º Distrito Policial. “Então comecei a verificar uma grande incidência de idosos que chegavam à Defensoria me relatando que foram abordados na rua e não receberam o valor total do empréstimo. Eles relatavam que nunca tinham pedido nada, nem ido às agências bancárias”. Conforme Samuel, as vítimas sempre mencionando o nome de Olivan.

Conforme Samuel, Olivan contava com outras três pessoas que trabalhavam “aliciando os idosos e pregando facilidades”. As investigações concluíram que Olivan obtinha procurações falsas e conseguia empréstimos em nome das vítimas ou os fazia em valor mais alto do que o autorizado.

Inquérito

Com a conclusão do inquérito policial, confirmando o estelionato, ele passou a entrar com ações solicitando a suspensão dos descontos da folha de pagamento dos idosos e a devolução do dinheiro que foi subtraído.

Ainda de acordo com o defensor, Olivan não é réu primário e já responde por outros processos pelo mesmo crime de estelionato. “Com o mandado de prisão que já foi expedido, a informação que tenho é que essas pessoas não trabalham mais em Messejana”, disse Samuel.

O POVO tentou contato com Olivan, pelo celular mencionado pelas vítimas. Ao atender, Olivan afirmou que está em Natal, no Rio Grande, disse que já trabalhou intermediando empréstimos consignados, mas negou ter praticado estelionato, garantindo que “sob hipótese alguma” enganaria os clientes. Em seguida, interrompeu a entrevista, afirmando que não podia falar naquele momento.

Como

ENTENDA A NOTÍCIA

As vítimas eram abordadas nas ruas por pessoas que ofereciam orientação e mediação na obtenção de crédito consignado. No entanto, o valor contratado não correspondia ao autorizado por elas e as parcelas eram descontadas em folha. A quadrilha teria feito mais de 30 vítimas.

SERVIÇO

Saiba onde obter atendimento nos postos da Defensoria Pública do Estado do Ceará

Uma das missões da Defensoria é prestar orientação jurídica e exercer a defesa dos necessitados.

Site: http://bit.ly/19lU4VL
Outras informações: (85) 3101 3434

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 198 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal