Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

19/06/2013 - RTP / Lusa Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dolce e Gabbana condenados a um ano e oito meses de prisão por fraude fiscal


O Tribunal de Milão condenou hoje os estilistas italianos Domenico Dolce e Stefano Gabbana a um ano e oito meses de prisão por evasão fiscal no valor de mil milhões de euros, anunciaram os `media` italianos.

O Ministério Público tinha pedido uma pena de dois anos e seis meses de prisão. Os advogados de defesa anunciaram que vão apresentar recurso, o que suspende a execução da pena.

Os estilistas, que têm como clientes celebridades como Beyoncé e Madonna, rejeitaram as acusações.

O veredicto prevê também que indemnizem o fisco italiano em 500 mil euros.

Dolce e Gabbana são acusados de, com outras cinco pessoas, terem constituído uma série de sociedades de fachada no Luxemburgo em 2004 e 2005, cedendo o controlo de pelo menos duas marcas do grupo para escapar ao fisco italiano, quando as empresas eram na realidade geridas a partir de Itália.

Antes da sentença, a procuradora Laura Pedio apontou uma "fraude fiscal sofisticada" e "com provas sólidas". Disse ainda que "os estilistas participaram ativamente na mesma assinando contratos de cedência de marcas".

O grupo Dolce & Gabbana foi fundado em 1985, tem atualmente mais de 3.000 trabalhadores e 250 pontos de venda em 40 países e registou um volume de negócios de mil milhões de euros no período de 2011/2012.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 110 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal