Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

10/06/2013 - Alagoas 24 horas / ASCOM Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MPE e empresa de telefonia firmam parceria contra à corrupção

Por: Janaína Ribeiro


União no combate à corrupção. Esse é o objetivo do convênio firmado, na tarde desta segunda-feira (10), entre o Ministério Público Estadual de Alagoas e a empresa Vivo S/A na campanha“O que você tem a ver com a corrupção?”, uma iniciativa de um promotor de Justiça de Minas Gerais que ganhou o Brasil inteiro. No próximo dia 13, 200 mil clientes da operadora de telefonia móvel vão receber um torpedo falando da importância de se combater esse crime.

O termo de parceria foi assinado pelo procurador-geral de Justiça, Sérgio Rocha Cavancanti Jucá, pelo coordenador em Alagoas da campanha “O que você tem a ver com a corrupção?”, promotor de Justiça José Carlos Silva Castro, e a empresa Vivo S/A, representada por Marcos Antônio Cordeiro de Almeida, diretor de Relações Institucionais e por Ícaro Libertador da Silva, gerente de Território de Alagoas.

“A corrupção é o grande mal do terceiro milênio e precisa da união entre as instituições públicas, a iniciativa privada e a sociedade civil organizada para combatê-la. É um crime de gravidade fenomenal e é claro que o Ministério Público, guardião da lei, precisa de apoio para conseguir acabar com essa praga. Se a gente percebe que há empresas que se irmanam conosco nessa luta, temos que agradecer tal sensibilização”, declarou o procurador-geral Sérgio Jucá.

“Combater a corrupção passa um processo de mudanças cultural e de mentalidade. Então, se a ideia é essa, toda parceria é importante. A comunicação através de SMS é eficaz e nosso desejo é que todas as pessoas percebam que, esse tipo de crime pode acontecer em qualquer lugar e envolvendo qualquer pessoa e não somente no cenário político”, alertou o coordenador da campanha no Estado, José Carlos Castro.

200 mil torpedos

Aqui em Alagoas, a campanha, através da parceria com a Vivo S/A, vai funcionar através do envio de 200.000 SMS aos clientes da empresa, no DDD 82, de forma aleatória, uma única vez, no róximo dia 13, com a seguinte mensagem:“Dica Vivo: combater a corrupção depende de todos. Uma ação do Ministério Público Brasileiro – CNPG. Saiba mais em www.oquevocetemavercomacorrupcao.com”.

No Nordeste, antes de chegar a Alagoas, a campanha já aconteceu nos estados de Pernambuco, Ceará, Piauí e Paraíba. “Esse torpedo já chegou a cerca de 1,5 milhão de clientes e, até o final do ano passado, queremos atingir outro grande número de pessoas. O SMS é um meio de comunicação 100% consumido, ou seja, toda pessoa que o recebe, lê. Então, temos a certeza que a mensagem será absorvida. Pode ser que alguém, tão logo a receba, não tenha interesse em acessar o site, entretanto, quando tiver com mais disponibilidade de tempo, deverá fazê-lo e se engajar na luta”, comentou Marcos Antônio Cordeiro de Almeida, diretor de Relações Institucionais da Vivo.

“Queremos parabenizar o Ministério Público brasileiro por essa iniciativa e dizer que a Vivo quer continuar sendo parceira dessa instituição tão respeitada. Temos um foco social muito forte e queremos continuar trabalhando nesse sentindo”, disse Ícaro Libertador da Silva, gerente de Território de Alagoas.

A campanha

A campanha “O que você tem a ver com a corrupção?” surgiu lá atrás, ainda em 2004, e foi idealizada pelo promotor de Justiça do Ministério Público de Santa Catarina Affonso Ghizzo Neto. Seu objetivo foi conscientizar toda a sociedade, especialmente crianças e adolescentes, sobre o valor da honestidade e transparência das atitudes do cidadão comum, destacando atos rotineiros que contribuem para a formação do caráter. Também teve como finalidade reduzir a impunidade nacional, cobrando-se a efetiva punição dos corruptos e corruptores, com a abertura de canal real para oferecimento e encaminhamento de denúncias e estimular a reflexão das novas gerações quanto à conduta ética e moral comprometida com o bem estar coletivo, destacando-se o papel fundamental de nossas próprias condutas diárias.

A campanha ganhou repercussão à época e, por conta disso, a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP), por aprovação unânime de seu Conselho Deliberativo, em reunião realizada no dia 24 de junho de 2007, na cidade de Brasília/DF, foi autorizada a executar a campanha em âmbito nacional. Diante disso, formulou um convite de participação ao Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG), objetivando uma estratégia nacional padrão do Ministério Público Brasileiro, buscando a soma de esforços em torno de um objetivo comum: o combate à corrupção. E, desde então, os MPs se mobilizam através de ações em cada estado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 111 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal