Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

18/06/2013 - cidadeverde.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude em vestibular pode ter rendido R$ 600 mil a piauiense

Por: Caroline Oliveira

A informação é do delegado que investiga o caso em Campina Grande. O inquérito será concluído em julho.

As investigações sobre as supostas fraudes em vestibulares em Campina Grande-PB envolvendo piauienses continuam. De acordo com o delegado Francisco Iasley Almeida, da Delegacia Especializada de Defraudações e Falsificações de Campina Grande, o principal acusado das fraudes, Rogério Carlos do Nascimento Lima, 27 anos, pode ter lucrado aproximadamente R$ 600 mil em um único vestibular.

O delegado afirma que o cálculo foi estimado contabilizando que cada gabarito custou cerca de R$ 30 mil e há pelo menos 20 candidatos envolvidos na fraude na Faculdade Facisa. “As 20 pessoas são do Piauí e estamos investigando se houve fraudes em outros vestibulares aqui da Paraíba também”, destacou.

A polícia tem até o dia 10 de julho para a conclusão do inquérito e pode solicitar novas prisões preventivas. “Se constatarmos que a quadrilha continua agindo em outros vestibulares, podemos representar pedindo a prisão”, afirmou.

Rogério Lima foi solto ainda na semana passada, após pagar fiança de dez salários mínimos (R$ 6.780,00), ele foi preso após o esquema ser descoberto por um fiscal que percebeu que uma aluna, que fazia vestibular para Medicina, apresentou uma atitude estranha e foi flagrada com um celular, onde recebia as respostas da prova por mensagens.

Pais dos vestibulandos

O delegado Yasley Almeida não descarta a prisão de pais de alunos que estejam participando da fraude. “Os pais podem ser indiciados, porque como é que um adolescente de 17 ou 18 anos consegue levantar uma quantia de R$ 30 mil”, questiona o delegado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 127 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal