Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/06/2013 - SEGS Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude por meio de homicídio é prática frequente


O que o acidente provocado pelo cônjuge para matar a esposa no Sul tem em comum com o caso da menor que enforcou a própria mãe no Rio de Janeiro? Além de se serem crimes recentes com ampla repercussão na mídia, ambas as histórias tem o seguro de vida como pano de fundo. A fraude por meio de homicídio é uma das práticas mais frequentes, recebendo atenção especial das seguradoras. “O leigo se engana e pensa que é fácil praticar tal crime em seu benefício. A situação socioeconômica dessas pessoas que querem enriquecer praticando homicídios leva a esses extremos”, explica o professor da Escola Nacional de Seguros, Nelson Uzêda.

Ele afirma que, para essas situações, o contrato de seguros prevê a cobertura de morte acidental, sem carência, visto que não depende do segurado o momento em que poderá ocorrer o fato. “A seguradora se reserva ao direito de aguardar a conclusão do inquérito policial criminal, para então dar o parecer categórico quanto ao pagamento da indenização aos beneficiários legalmente constituídos”, frisa Uzêda.

Outro caminho é a companhia participar passo a passo da averiguação. “A seguradora pode proceder com a investigação do homicídio em paralelo com a polícia, de forma a elucidar os fatos, pista dos autores, testemunhos”, reforça o professor. Ele lembra a importância da cultura do seguro como instrumento para combater a prática. “O seguro nunca foi tão difundido como hoje. Fraude sempre existiu em seguro, mas atualmente tem sido mais divulgada e daí aumenta pela população o acesso a essas informações, contribuindo positivamente”, conclui Uzêda.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 90 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal