Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

12/06/2013 - JC Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estudante de medicina é preso após tentar fraudar vestibular na Paraíba

Por: Vanessa Silva


Um estudante de medicina de 27 anos, natural de Teresina, no Piauí, foi preso em flagrante em Campina Grande por tentar fraudar o vestibular de Medicina da Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas (Facisa). De acordo com a polícia, o suspeito veio à Paraíba com o objetivo de coordenar um esquema fraudulento que ajudaria 20 estudantes piauienses a ingressar na univerisade privada. O estudante foi detido durante a aplicação da prova, na segunda-feira (10).

Segundo o delegado de Defraudações de Campina Grande, Iasley Almeida, a polícia recebeu informações prévias de que havia um grupo vindo do Piauí com um esquema já organizado para fraudar o vestibular de Medicina da Facisa. A partir da denúncia, os policiais passaram a monitorar a aplicação da prova e conseguiram desarticular o esquema.

Ainda de acordo com o delegado, o esquema funcionava por meio do envio de gabaritos via mensagens de celular. O coordenador da fraude, que já havia passado em vários vestibulares, concluía a prova rapidamente e repassava o gabarito via celular para o restante dos integrantes do esquema. Os demais envolvidos iam até o banheiro e lá conferiam as mensagens recebidas no celular.

Como os outros envolvidos na fraude eram adolescentes, eles foram apreendidos, ouvidos e depois entregues aos responsáveis. Todos retornaram à Teresina, exceto o suspeito de ser o mentor do esquema. O delegado informou que o estudante de medicina permanecerá detido na Central de Polícia Civil de Campina Grande para prestar novos esclarecimentos e, posteriormente, deve ser encaminhado à Penitenciária Regional de Campina Grande Raimundo Asfora, o Presídio do Serrotão.

A Facisa informou que o processo seletivo não precisará ser anulado, já que a fraude foi impedida antes da conclusão. Todos os envolvidos responderão pelo crime de fraude de certame de interesse público.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 90 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal