Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/06/2013 - InfoMoney Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Na prisão, Madoff torna-se "consultor financeiro" dos guardas

Por: Lara Rizério

Você ouviria conselhos do investidor que realizou a maior fraude da história?

SÃO PAULO - O investidor que realizou a maior fraude da história e que gerou perdas de US$ 65 bilhões, Bernard Madoff agora está dando conselhos de investimentos para os guardas da prisão na Carolina do Norte, nos EUA, onde está desde 2008 para cumprir uma pena de 150 anos.

"Até os carcereiros estão me perguntando no que devem investir no mercado de ações", afirma, enquanto os seus companheiros de prisão estão pedindo para que Madoff realize cursos sobre investimentos e finanças.

Desta forma, a reportagem do Market Watch, que acompanhou o ex-megainvestidor em um dia na prisão, ressaltou que ele parecia mais saudável e conformado, bem diferente daquele homem que se dizia muito triste e arrependido após a descoberta do golpe.

Além disso, Madoff descreve o seu companheiro de cela como uma pessoa bem legal e inteligente e que possui acomodações bastante confortáveis. O ex-investidor também parece feliz com a elevação de seu cargo, saindo da cantina e virando "diretor de comunicação". Mesmo na prisão, ele parece gostar de elevar a sua posição, aponta a reportagem.

Saudades da família

Apesar de se mostrar bastante satisfeito (ou conformado) com a sua rotina na prisão e com o seu trabalho por lá, Madoff afirma que ainda faltam muitas coisas em sua vida. Para ele, a parte mais difícil é estar longe da sua família. Sua esposa Ruth não fala mais com ele, seu filho Andy está extremamente chateado e o outro filho, Mark, suicidou-se após as revelações do esquema fraudulento do pai.

Seu irmão, Peter Madoff, foi recentemente condenado a dez anos de detenção na fraude de Madoff, também não tem contato com ele. Madoff brincou dizendo que seu irmão, que está preso na Carolina do Sul, está em uma instalação muito melhor, mas por ter sido condenado à pena 150 anos, nunca vai ser capaz de visitar Peter ainda na prisão.

Os únicos integrantes da família que vão visitá-lo são as sobrinhas de sua esposa, que estudam nas proximidades. "Fora isso, ninguém mais", aponta.

Por fim, Madoff se mostra bastante saudosista quando fala dos tempos luxuosos, quando era um dos "magnatas" de Wall Street. "Talvez o ex-megainvestidor fale sobre esses tempos tão carinhosamente, porque ele sabe, como todos nós, que estes tempos nunca virão novamente para ele", afirma a publicação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 122 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal