Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/04/2006 - Jornal O Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Líder de clonadores de cartões é procurado no CE

Por: Flávio Pinto


A Polícia Federal no Ceará está à procurada de um estelionatário apontado como um dos líderes de uma organização criminosa que vem agindo em pelo menos quatro estados e no Distrito Federal. Mineiro de Uberaba, 40 anos, teria fugido para Fortaleza, onde comprou uma casa no bairro Messejana. No local, agentes da PF apreenderam dois veículos e uma moto, que segundo investigações teriam sido adquiridos com dinheiro obtido de clonagem de cartões de crédito e bancário. Também foram apreendidos na casa, unidades de dados de computadores, extrato bancários e vários outros documentos. No último dia 15 de março, em operação semelhante, a PF prendeu 25 pessoas em 13 bairros de Fortaleza, Novo Oriente, Crateús e Eusébio, acusadas de formar uma quadrilha de clonadores. A ação foi estendida nos estados de São Paulo, Goiás e Rio de Janeiro.

A operação realizada ontem foi denominada de "Piraíba" - em alusão a um peixe grande da Amazônia e difícil de ser pescado -. Duzentos e cinqüenta agentes federais cumpriram 51 mandados de busca e apreensão e 29 mandados de prisão nas cidades de Uberaba e Frutal (MG), São José dos Campos (SP), Recife (PE), Fortaleza (CE) e Brasília. Em Fortaleza, o delegado de Polícia Fazendária da PF, Francisco Bonfim, informou que a Justiça Federal havia expedido apenas um mandado e prisão e outro de busca e apreensão, justamente contra o mineiro. O acusado não foi encontrado em casa.

A organização criminosa, segundo Bonfim, é especializada em fraudes com cartões bancários e de crédito. Apesar da semelhança no modo de agir com a quadrilha presa em março passado no Ceará, o delegado não encontrou ainda ligação entre os dois grupos. A princípio as duas organizações agiam isoladas.
A base operacional dessa nova quadrilha desbaratada pela PF fica situada na cidade mineira de Uberaba. A maioria das prisões ocorreu no interior de Minas, onde cinco policiais civis foram presos acusados de integrar o esquema de clonagem de cartões.

As ações da PF, no País, foram coordenadas pelo delegado federal Agílio Monteiro, de Uberaba. O grupo vinha sendo investigado havia seis meses. O esquema consistia na clonagem de cartões magnéticos de duas formas. Na primeira, os clonadores instalavam no interior do caixa eletrônico de auto-atendimento um dispositivo eletrônico, conhecido por "chupa-cabras", capaz de copiar e armazenar o número da conta corrente e a senha do cliente. Na segunda, era instalado um dispositivo que se encaixava sobre a leitora do caixa de auto-atendimento, conhecido como "luva", sendo que neste caso, era copiado apenas o número da conta corrente do cliente, sendo as senhas obtidas pela atuação de um olheiro ou pela instalação de microcâmeras escondidas na carenagem das caixas eletrônicos, capazes de remeter as imagens a um monitor nas proximidades da agência bancária.

As investigações também descobriram que outra possibilidade para obtenção da senha era por meio da compra de informações de funcionários dos próprios bancos. Os cartões clonados eram utilizados para saques, compras em supermercados e lojas e transferências bancárias. A PF não informou o montante desviado. Mas estima-se que somente em Minas, o golpe pode chegar aos R$ 5,5 milhões. A Caixa Econômica Federal teria sido o banco mais lesado pelos golpistas. Como o inquérito corre em segredo de Justiça, nenhum nome dos acusados foi divulgado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 520 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal