Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/06/2013 - InfoMoney Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Condenado por fraude, Madoff dá 5 "dicas" para tornar mercado mais justo

Por: Lara Rizério

Em entrevista ao Market Watch, ex-investidor condenado a 150 anos de reclusão destaca papel regulador da SEC para descoberta denovas fraudes financeiras.

SÃO PAULO - Bernard Madoff está em uma prisão na Carolina do Norte desde que o seu esquema fraudulento foi revelado em 2008. Com uma pena de 150 anos, o investidor assumiu sua culpa em 2009 após montar um esquema de pirâmide financeira no valor de US$ 65 bilhões.

Após dizer que estava arrependido em entrevista à CNN, Madoff foi entrevistado pelo Market Watch. Mas, desta vez, ele descreveu as muitas maneiras que levam o mercado a não ser justo para os investidores de varejo e estabeleceu cinco passos para que os reguladores tornem o mercado mais justo.

1) A SEC precisa de mais recursos para proteger mais os investidores
De acordo com Madoff, a SEC (Securities and Exchange Comission), equivalente à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) nos EUA, está totalmente descapitalizada e não possui capital suficiente para contratar as pessoas certas. Neste sentido, ela funciona é um campo de treinamento, em que as pessoas se qualificam e depois saem para trabalhar em empresas privadas. "Eles não me pegaram porque o denunciante Harry Markopolus os estava levando para o caminho errado. Ele era um idiota", afirmou.

2) Os fundos de hedge são um perigo para o mercado e precisam ser registrados
Uma grande falha de Wall Street consiste no fato de que os hedge funds com menos de US$ 100 milhões em carteira não precisam ser registrados, o que fez com que Madoff não se registrasse até 2006. De 2006 a 2008, ano em que os seus crimes vieram à tona, nunca ocorreu uma inspeção pela SEC. Eles supostamente teriam que fazer essa inspeção a cada dois anos. "Se a inspeção fosse feita regularmente, eu teria sido preso mais cedo", acredita Madoff.

3) Corretoras devem manter custódias em locais independentes
"O governo deveria ter me obrigado a ter uma custódia em um lugar independente", afirma Madoff destacando que, se houvesse uma inspeção maior da autarquia dos EUA, a SEC teria percebido que as contas de custódia que constavam nos seus livros não eram compatíveis com os fundos de contas.

4) Corretoras e empresas de investimento devem manter o dinheiro em custódia
Os curadores depositários devem verificar os fundos que estão sendo realizados. Os auditores devem fazer verificação no loval e verificar com corretores ou contadores. "Isso não foi feito no meu caso. Se isso tivesse feito, eu teria sido preso mais cedo", afirma Madoff.

5) As empresas de contabilidade devem auditar outras empresas do setor
Todos devem exigir que as empresas de contabilidade verifiquem os seus pares, o que tornaria que as auditorias sejam feitas mais corretamente. Mas essas empresas usam a desculpa da concorrência. Se as empresas de contabilidade se avaliassem mutuamente, afirma o ex-megainvestidor, muitas fraudes seriam descobertas, assim como a do próprio Madoff.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 127 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal