Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/06/2013 - Diário Digital Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Corrupção leva mais seis militares da GNR à reforma compulsiva


Seis militares da antiga Brigada de Trânsito (BT) da GNR foram punidos, nas últimas 24 horas, com a “reforma compulsiva” após terem sido condenados criminal e disciplinarmente por corrupção, disse hoje fonte do Ministério da Administração Interna (MAI).

A reforma compulsiva foi determinada por despacho do ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, publicado hoje e na terça-feira em Diário da Republica.

Os militares dos comandos territoriais de Lisboa e de Coimbra integravam o grupo de 173 elementos da BT que foi a julgamento em 2005 pelo crime de corrupção passiva para ato ilícito, adiantou a fonte do MAI.

O Tribunal de Sintra, onde decorreu o julgamento, acabou por condenar 81 militares da Brigada de Trânsito da GNR por crimes de corrupção passiva - dezasseis deles a penas de prisão efetiva entre três anos e meio e nove anos e meio.

No âmbito deste processo já foram punidos outros militares, tendo, em junho de 2012, sido reformados compulsivamente 12 militares que pertenciam ao comando territorial de Setúbal.

Os militares da antiga BT da GNR pertenciam a diversos comandos, nomeadamente Lisboa, Leiria, Torres Vedras, Carregado, Coimbra, Santarém e Setúbal e as investigações decorreram no âmbito da "Operação Centauro", iniciada pela Polícia Judiciária a 05 de novembro de 2002.

Os militares eram acusados de receber benefícios financeiros de empresários que, em troca, não eram “incomodados” durante as operações de fiscalização de trânsito.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 108 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal