Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

21/05/2013 - D24am Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário imitava voz de presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas

Por: Luana Carvalho

Durante os golpes, o deficiente visual Augusto José Paes da Silva, de 56 anos, pedia R$ 1 mil de personalidades influentes da cidade para um transplante de córnea.

Manaus - O deficiente visual Augusto José Paes da Silva, 56, foi preso, na tarde desta terça-feira (21), em uma estância na Avenida Joaquim Nabuco, onde ele residia, em cumprimento de um mandado de prisão expedido no último domingo, por estelinato.

Segundo a polícia, o homem imitava a voz do presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Ary Moutinho, e pedia R$ 1 mil de personalidades influentes da cidade para um transplante de córnea.

Segundo o secretário de Estado de Segurança, Paulo Roberto Vital, o homem chegou a ligar para o Superintendente da Suframa, Thomas Nogueira, e para o ex-prefeito do município de Eirunepé, Dissica Valério, tentando aplicar o golpe.

“O superintendente achou estranho e ligou para o Ary Moutinho, que negou que estivesse pedindo doações para um homem cego”.

Augusto José responde a nove processos de estelionato em cidades diferentes. Em um dos processos, consta que ele se passava também pelo empresário Roberto Irineu Marinho, e ligava para governadores dos Estados onde residiu.

“Ele se passava por Roberto Marinho dizendo que tinha um amigo cego (que era ele mesmo), que estava precisando de ajuda. Ele se aproveitava da capacidade de imitar vozes para cometer o crime”.

No Amazonas o suspeito foi preso em 2007 pelo mesmo golpe. Segundo policiais da Secretaria-executiva de Inteligência (Seai), o suspeito afirmou que quando saísse da cadeia voltaria a cometer o mesmo crime “porque isso é um dom”. A polícia está investigando a participação de outras pessoas nos golpes.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 99 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal