Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

11/07/2012 - Epoch Times Brasil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Afeganistão prometido 16 bilhões de dólares se lidar com corrupção


Doadores numa conferência internacional em Tóquio prometeram 16 bilhões de dólares em ajuda ao Afeganistão nos próximos quatro anos para o desenvolvimento econômico, mas ressaltaram que Cabul precisa combater a corrupção antes que a maioria do dinheiro seja liberada.

Ministros das Relações Exteriores se reuniram em Tóquio para um encontro no fim de semana, dizendo que não abandonariam o Afeganistão, quando a OTAN e tropas norte-americanas se retirarem completamente no final de 2014.

“A comunidade internacional deixou claro sua intenção de apoiar o Afeganistão, apesar de reconhecer que o apoio financeiro sustentado só é possível, e só é responsável, se o Afeganistão implementar com sucesso seu programa de governo e as reformas econômicas necessárias”, diz um comunicado do Departamento de Estado dos EUA ao descrever as condições necessárias para garantir a liberação dos bilhões de dólares.

O Afeganistão também precisa “[manter] um sistema político que reflita sua sociedade pluralista, incluindo a igualdade entre homens e mulheres e permanecer firmemente fundado na Constituição afegã”, diz a declaração.

Parte do dinheiro será retido se o Afeganistão não puder melhorar o governo e gerir suas finanças melhor. O país é totalmente dependente da ajuda estrangeira para pagar suas contas e manter a infraestrutura e segurança.

“A segurança do Afeganistão não pode ser medida somente pela ausência de guerra”, disse a secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton, segundo uma transcrição. “Tem de ser medida pelo fato de as pessoas terem empregos e oportunidades econômicas, se eles acreditam que seu governo está satisfazendo suas necessidades, se a reconciliação política procede e é bem-sucedida”, acrescentou ela.

O presidente afegão Hamid Karzai salientou que o maior desafio do seu governo nos próximos anos é a insegurança. Ele prometeu que seu governo faria o possível para reduzir a corrupção e exortou aos parceiros internacionais do país para fazerem o mesmo. “Juntos, temos de parar as práticas que alimentam a corrupção ou minam a legitimidade e eficácia das instituições nacionais”, disse Karzai.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 99 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal