Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

03/06/2013 - Boa Informação / Gamevicio.com.br Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Hackers divulgam dados confidenciais de corruptos


Hackers “cyber-ativistas” divulgaram dados confidenciais de corruptos e acusados de corrupção, entre políticos, empresários, dirigentes de partidos e colaboradores.

A apresentação dos documentos é ameaçadora:

“‘O diabo desta vida é que entre cem caminhos temos que escolher apenas um, e viver com a nostalgia dos outros noventa e nove.’
Vocês escolheram o errado… só restam as consequências. Seus imundos.”

Entre os vitimados pela exposição de dados, destacam-se condenados no processo do “mensalão”, associados a Carlos Cachoeira, entre outros.

As informações variam entre CPF, RG, data de nascimento, nome completo, idade, sexo, nome da mãe, nome dos pais, nomes de familiares, endereços (incluindo Estado, Cidade, Bairro, Rua, Apartamento, CEP, entre outros) residenciais, endereços de lazer, endereços em Brasília e nas cidades de origem, endereços do trabalho e de parentes, e-mails; empresas às quais estão associados, com números de CNPJ, I.E., e outros; telefones de secretários, telefones pessoais, telefones laborais (entre fixos e móveis), fotos pessoais, entre outros.

Os dados abrangem José Genoino, José Dirceu, Luiz Inácio Lula da Silva, Aécio Neves, Paulo Maluf, Marcos Valério, Renan Calheiros, Roberto Jefferson, Carlos Cachoeira, entre outros.

Curiosamente, inclusive os dados de Enrique Ricardo Lewandowski, ministro que participou do julgamento do “mensalão”, estão aventados, a despeito de não haver comprovações de seu envolvimento com atos criminosos ou sujeitos ativos.

Qual é a sua posição a respeito desta atitude? Representa uma reação legítima à corrupção ou é um ato extremado, ilegal e sem justificativas?

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 565 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Walker - 10/06/2013 19:46

Qual o link para chegarmos aos dados divulgados? Em minha terra, quando se mata a cobra mostra-se o pau!



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal